Divulgação/Lionsgate

Diretor planeja reboot de “Kick-Ass”

“Kick-Ass” vai ganhar um reboot daqui a dois anos. A revelação foi feita pelo diretor Matthew Vaughn em entrevista coletiva de divulgação de seu novo longa, “King’s Man: A Origem”.

A data de dois anos se refere ao encerramento do contrato da cessão de direitos dos quadrinhos de Mark Millar para a Lionsgate. Os planos incluem retomar a franquia como novo elenco e oferecer a adaptação para outra empresa.

“Todos os direitos revertem em dois anos e então vamos reiniciar a franquia onde as pessoas ficarão tipo, ele é louco”, explicou, indicando que já existe estúdio interessado no negócio.

Vaughn também justificou a decisão de reiniciar a franquia, em vez de produzir “Kick-Ass 3”, afirmando que o título virou um sub-gênero (de filmes kick-ass, ou seja, de super-heróis violentos) e não precisa, necessariamente, continuar a história. “Acredito que a pista está no título. Kick-Ass se tornou um novo gênero”, disse.

E acrescentou: “Vou precisar de um ator ou atriz muito, muito corajoso para interpretar o novo Kick-Ass, porque vai assustá-los pra c******”.

O primeiro filme da franquia, dirigido por Vaughn, chegou aos cinemas em 2010 e arrecadou US$ 96 milhões em todo o mundo, compensando um orçamento estimado em US$ 30 milhões. Mas a sequência, que Vaughn não dirigiu, teve uma bilheteria de apenas US$ 60 milhões em 2013. Por isso, os planos de um terceiro filme foram arquivados.