Instagram/Ice Cube

Ice Cube teria abandonado filme por se recusar a tomar vacina

O rapper Ice Cube, quem diria, é antivacina. Ele teria deixado a produção da comédia da Sony “Oh Hell No”, na qual contracenaria com Jack Black (“Jumanji: Próxima Fase”), por se recusar a se vacinar. A denúncia foi publicada pelo site The Hollywood Reporter, que buscou confirmar e obteve um “sem comentários” duplo da Sony e do artista.

O filme da Sony deveria começar a ser rodado no final do ano no Havaí, com direção de Kitao Sakurai (“Bad Trip”), e uma das exigências da produção é que todo o elenco e equipe técnica fossem vacinados até lá.

A produção já estava atrasada, após Black se machucar em junho. Fontes disseram ao THR que o estúdio está agora procurando um substituto para Ice Cube, que abandou um cachê de US$ 9 milhões por se recusar a se vacinar.

Curiosamente, durante a pandemia Ice Cube promoveu o uso de máscaras de proteção contra covid-19 e chegou a doar máscaras médicas profissionais a uma universidade de Oklahoma. Ele também promoveu a venda de uma camiseta incentivando testes, com recursos voltados a beneficiar profissionais de saúde da linha de frente do combate à pandemia.

Apesar disso, “Oh Hell No” já é o segundo projeto que Ice Cube deixou nos últimos meses. Ele também deveria ter co-estrelado o drama de boxe “Flint Strong”, mas não está mais envolvido. Não está claro quais circunstâncias levaram à desistência do primeiro longa.

A exigência de vacinação tem criado problemas em várias produções de Hollywood, graças à disseminação de fake news e a transformação de ciência em questão ideológica nos EUA. Desde julho, diversos sindicatos fecharam questão em torno da obrigatoriedade de vacinação para todos os atores e funcionários que trabalharem em proximidade nos sets de filmagens.