Divulgação/Star+

Estreia de “Chucky” é vista por mais de 4 milhões nos EUA

A série “Chucky”, que retoma o personagem da franquia “Brinquedo Assassino”, foi vista por 4,4 milhões de pessoas em sua estreia nos Estados Unidos, onde foi transmitida de forma simultânea em dois canais pagos. Os dados da auditoria Nielsen somaram o público de uma semana das transmissões feitas por USA Network e SyFy Channel, incluindo reprises neste período.

O número é considerado elevado para os dois canais. Mas a estreia não obteve só boa audiência. A crítica avaliou positivamente o episódio inaugural com 96% de aprovação no Rotten Tomatoes.

“Chucky” estreou em 12 de outubro na TV dos EUA, e será lançado no Brasil pela nova plataforma de streaming da Disney, Star+, nesta quarta-feira (27/10).

Na trama, o personagem-título encontra suas novas vítimas ao ser adquirido numa venda de garagem pelo jovem Jake (Zackary Arthur, de “Transparent”), adolescente gay que sofre bullying. Inesperadamente, Chucky demonstra empatia pela situação do jovem, mas da forma mais sangrenta possível.

O elenco também inclui Christine Elise (“Barrados no Baile”), Carina Battrick (“Impulse”), Jana Peck (“A Teacher”), Teo Briones (“Ratched”), Alyvia Alyn Lind (“Daybreak”) e Bjorgvin Arnarson (“O Sétimo Dia”), além de Alex Vincent, que viveu o menino original do filme de 1988, e Jennifer Tilly, protagonista de “A Noiva de Chucky”. Além disso, a série recupera a dublagem clássica de Chucky, feita pelo ator Brad Dourif, num contraponto ao remake recente em que o boneco foi dublado por Mark Hamill (o Luke Skywalker).

A versão seriada de “Chucky” foi desenvolvida por Don Mancini, o criador do personagem, que escreveu o roteiro do primeiro “Brinquedo Assassino” em 1988 e desde então explora a franquia sem parar – assinou seis continuações e dirigiu três longas do monstro de plástico.

Além de escrever os roteiros e produzir os episódios, Mancini também dirigiu o capítulo inaugural da série.

Veja abaixo o trailer da série.