Divulgação/National Geographic

Leonardo DiCaprio parabeniza governadores brasileiros por compromisso de proteger Amazônia

O astro americano Leonardo DiCaprio parabenizou os governadores do Amapá, do Pará e do Amazonas por ações de proteção e conservação ambiental da Floresta Amazônica. Em sua conta no Twitter, DiCaprio agradeceu a Waldez Góes, Wilson Lima e Helder Barbalho por assumirem o compromisso em proteger e restaurar a região.

A mensagem se refere a uma campanha da ONG Global Citizen, da qual ele é o principal ativista. Neste ano, a organização convocou governos e empresas “para que trabalhem juntos na defesa do planeta e para vencer a pobreza, concentrando-se nas ameaças mais urgentes”.

Em sua publicação no Twitter, o ator afirmou que os três governadores se comprometeram com as metas de conservação da “insubstituível” Floresta Amazônica estabelecidas pela ONG.

Os três governadores citados responderam à mensagem.

O governador do Amazonas, Wilson Lima, disse: “Estamos trabalhando muito para o desenvolvimento sustentável aqui no Amazonas. Nosso principal desafio tem sido conservar a floresta em pé, e seus recursos, ao mesmo tempo que reduzimos a pobreza, que ainda é prevalente entre a nossa população.”

O governador do Pará, Helder Barbalho, afirmou: “Tenha a certeza de que sempre faremos nosso melhor. Não é apenas sobre nossa preciosa Amazônia, é sobre o mundo em que vivemos. Não há tempo a perder. É por isso que a principal política de meio ambiente e desenvolvimento local do Pará é chamada de Plano Estadual Amazônia Agora.”

E o governador do Amapá, Waldez Góes, completou: “Agradeço o seu apoio e de todos que participam desta iniciativa reunida no Global Citizen. O Amapá é hoje o Estado mais preservado do Brasil e vamos continuar cuidando da nossa floresta e do nosso povo.”

Vale lembrar que, no passado recente, DiCaprio foi acusado por Jair Bolsonaro de financiar a devastação da Floresta Amazônica. Bolsonaro e seu filho Eduardo espalharam fake news dizendo que ele financiava uma ONG acusada de ter iniciado um incêndio em Alter do Chão. Não só o ator nunca tinha apoiado a ONG como a acusação contra os brigadistas heroicos, que ajudaram a combater o incêndio, era uma armação, que contou com apoio explícito de Jair Bolsonaro em suas lives.

De forma impressionante, Bolsonaro não foi processado. Mas bolsonaristas ficaram tristes por seu líder não ter sido citado por DiCaprio no fim de semana e resolveram entrar unilateralmente na conversa para citar dados distorcidos, que afirmam que a devastação causada por Bolsonaro na Amazônia teria diminuído durante um mês inteiro.