Divulgação/Lionsgate

Daniel Craig é o astro mais bem-pago de Hollywood graças à Netflix

A revista Variety revelou que Daniel Craig é o ator mais bem pago de Hollywood na atualidade. E curiosamente o motivo não é seu papel no novo filme de James Bond, “007 Sem Tempo para Morrer”, que estreia em 30 de setembro.

A reportagem visava demonstrar como os astros de cinema estão ganhando muito mais com as plataformas de streaming que propriamente com lançamentos cinematográficos.

Graças a um acordo fechado com a Netflix para estrelar e produzir duas continuações de “Entre Facas e Segredos”, Craig vai receber US$ 100 milhões.

A Variety seguiu o fio e descobriu que os maiores salários vêm todos de negociações para o streaming.

Dwayne “The Rock” Johnson, por exemplo, tem garantidos US$ 30 milhões pelo filme natalino “Red One” na Amazon Prime Video, mesma quantia que Leonardo DiCaprio vai receber em uma produção ainda sem título da Netflix, em que contracenará com Jennifer Lawrence, por sua vez contratada por US$ 25 milhões. Julia Roberts também vai receber US$ 25 milhões por “Leave the World Behind” na Netflix, que ainda desembolsará US$ 20 milhões para Ryan Gosling estrelar “The Gray Man”. Por fim, o filme de ação “Sem Remorso”, já lançado pela plataforma da Amazon, rendeu US$ 15 milhões a Michael B. Jordan.

A comparação com os rendimentos dos principais atores de Hollywood no cinema revela uma diferença abissal. Embora Scarlett Johansson tenha recebido US$ 20 milhões por “Viúva Negra”, Keanu Reeves deve ficar com algo entre US$ 12 milhões e US$ 14 milhões par voltar a estrelar um filme da saga “Matrix”, enquanto Tom Cruise aprendeu a pilotar um avião caça para receber US$ 13 milhões por “Top Gun: Maverick” e Robert Pattinson será o novo Batman por US$ 3 milhões.

Mas há um detalhe que ajuda a explicar essa distância entre cachês de streaming e cinema. Enquanto o valor pago pelas plataformas é total (upfront, na linguagem dos estúdios americanos), os lançamentos cinematográficos incluem bônus de desempenho (back-end), que aumentam conforme a arrecadação dos filmes nas bilheterias.

Este diferencial transformou Robert Downey Jr. em bilionário pelos filmes da Marvel e fez Scarlett Johansson entrar com um processo contra a Disney por diminuir suas chances de receber uma fortuna com o lançamento simultâneo de “Viúva Negra” na Disney+ – e sem pagar upfront pelo streaming.