Divulgação/Marvel

Astro de “Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis” rebate chefão da Disney: “Não somos um teste”

O ator Simu Liu, protagonista de “Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis”, resolveu rebater o CEO da Disney, Bob Chapek, que durante uma conversa com investidores na quinta (12/8) afirmou que o filme será “um teste” para a empresa.

Chapek usou a palavra teste no contexto de distribuição, já que, ao contrário de “Viúva Negra”, o longa de Shang-Chi será lançado exclusivamente nos cinemas. Mas Liu viu subtexto na afirmação.

Em uma publicação no Twitter, neste sábado (14/8), o ator escreveu: “Nós não somos um teste. Nós somos as zebras, os subestimados. Nós somos os quebradores de barreiras. Nós somos uma celebração de cultura e alegria que vai perseverar após um ano sitiado. Nós somos a surpresa. Estou empolgado pra c****** para fazer história no dia 3 de setembro. Junte-se a nós”.

Em seu desabafo, o ator ressaltou a importância do filme em termos de representatividade. Shang-Chi é o primeiro lançamento do Universo Cinematográfico Marvel (MCU) com um protagonista de origem asiática. Além disso, seu elenco é formado majoritariamente por atores de ascendência asiática, como Tony Leung, Awkwafina e Michelle Yeoh.

“Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis”, entretanto, não está gerando muito interesse nas redes sociais, ao contrário de “Pantera Negra” ou mesmo a recente “Viúva Negra”, que eram comentados com entusiasmo antes mesmo da estreia. Os dois filmes também foram exemplos de representatividade no MCU (Universo Cinematográfico da Marvel).

A première está marcada para segunda-feira (16/8) em Los Angeles, quando começarão a surgir os primeiros comentários sobre a produção. Geralmente, logo após as primeiras sessões abertas à imprensa, blogueiros geeks ocupam o espaço da crítica com elogios rasgados nas redes sociais.

Mas há muita curiosidade para ver como os geeks vão reagir ao filme, pois a adaptação do personagem antigamente chamado de Mestre do Kung Fu é a produção do Marvel Studios que mais se distancia dos quadrinhos originais. E não apenas na troca do vilão Fu Manchu pelo Mandarim, mas até na abordagem de gênero. As primeiras histórias do personagem eram inspiradas pelo clima de espionagem de “Operação Dragão” e dos filmes de “007”, porém os trailers da adaptação cinematográfica sugerem que sua maior influência é o game “Mortal Kombat”.

O roteiro foi escrito por Dave Callaham (“Mortal Kombat”), a direção é de Destin Daniel Cretton (“Luta por Justiça”) e a estreia está marcada para 2 de setembro no Brasil, um dia antes do lançamento nos EUA.