Divulgação/Disney

Josh Gad indica que série de “A Bela e a Fera” abordará sexualidade de LeFou

O ator Josh Gad, interprete de LeFou em “A Bela e a Fera”, revelou que a série que vai retomar a fábula encantada na plataforma Disney+ deve abordar a sexualidade de seu personagem. Durante uma entrevista a Variety, Gad avisou que o público deve “esperar o inesperado”.

“Eu acho que temos histórias de origem aqui que são incrivelmente emocionantes porque são inesperadas. E acho que ‘esperar o inesperado’ é tudo o que posso realmente dizer. E não apenas em relação a LeFou e Gaston, mas a muitos dos novos personagens que estamos apresentando”, afirmou o ator.

“Você vai ter que esperar quando o programa for ao ar para ver o que estamos fazendo, mas no processo de trabalhar nisso, estamos nos fazendo todas as perguntas relevantes sobre esses personagens e nos esforçando para fazer o que é certo por eles e por este mundo”, completou.

A Disney divulgou a sinopse da série no mês passado, prometendo desvendar os passados não só dos protagonistas Gaston (Luke Evans) e LeFou (Gad), mas também da feiticeira misteriosa que amaldiçoou a Fera na história original.

O projeto tem roteiros do próprio Josh Gad em parceria com a dupla Edward Kitsis e Adam Horowitz, que tem boa experiência com adaptações de contos de fada da Disney, após conduzirem a série “Once Upon a Time” por sete temporadas.

Na trama, LeFou será surpreendido por uma revelação do passado de Tilly (a novata Briana Middleton), sua irmã postiça. É quando os dois se juntarão a Gaston para uma jornada “cheia de romance, comédia e aventura”.

Outros detalhes confirmados são que Liesl Tommy (diretora de “Respect”, cinebiografia de Aretha Franklin) vai dirigir o primeiro episódio e que Alan Menken (compositor das canções originais do desenho de 1991) vai cuidar da trilha sonora.

A série terá oito episódios e só começará a ser gravada em 2022.