Divulgação/Netflix

Gravações de “Bridgerton” são interrompidas duas vezes por covid-19

As gravações da 2ª temporada de “Bridgerton” sofreram duas interrupções em uma semana após testes positivos de covid-19 entre membros da equipe.

A produção da série da Netflix está acontecendo na Inglaterra, onde o número de casos da variante delta vem aumentando nos últimos meses.

Graças à contaminação no set, as gravações entraram em pausa e não tem previsão para serem retomadas. Isto geralmente acontece quando a infecção atinge algum integrante do elenco ou da equipe criativa, mas a identidade de quem testou positivo está sendo preservada. A única informação confirmada é que as pessoas contaminadas estão em isolamento.

Chama atenção o fato da segunda paralisação ter gerado reação bem diferente dos produtores. Na quinta, quando surgiu o primeiro teste positivo, a paralisação durou apenas 24 horas. Na ocasião, circulou a informação de que nenhum membro do elenco foi afetado. Desta vez, esta informação foi omitida do comunicado e a pausa será maior.

Lançada no final de dezembro, “Bridgerton” rapidamente se tornou a série mais bem-sucedida da Netflix. Segundo a plataforma, a atração da produtora Shonda Rhimes foi vista por 82 milhões de assinantes em seu primeiro mês, tornando-se o maior hit da sua história. Com isso, teria superado o recorde anterior de 76 milhões de visualizações que pertencia a “The Witcher”.

A série é baseada na coleção literária “Os Bridgerton”, de Julia Quinn, que possuiu ao todo nove volumes, e atualmente encontra-se renovada até sua 4ª temporada.