Divulgação/Netflix

Filmes online: Final de “Rua do Medo” e as estreias do cinema em casa

O desfecho da trilogia “Rua do Medo” é o grande destaque do cinema em casa deste fim de semana. O formato do lançamento, com filmes disponibilizados ao longo de três sextas consecutivas, representa uma nova ruptura da Netflix no negócio cinematográfico. Em vez de esperar um ano pelo próximo capítulo, como nas produções da Marvel, o público teve que aguardar pouquíssimo tempo para ter as respostas sugeridas pela trama.

A própria estrutura narrativa, com “rewind” a cada filme para explorar diferentes épocas, foi outro exemplo de criatividade.

A partir de situações da coleção literária de mesmo nome escrita por R.L. Stine, o “Stephen King da literatura infanto-juvenil”, a cineasta Leigh Janiak (do terror “Honeymoon”) reinventou o gênero do terror adolescente conectando velhos clichês, como o psicopata mascarado de acampamento de férias à beira de um lago, para transformar ícones conhecidos em ponto de partida para o inesperado, incluindo possessões e bruxaria.

O melhor é que a história completa veio à tona em sessões de qualidade progressiva. Se o primeiro título, “Rua do Medo: 1994”, teve 83% de aprovação no Rotten Tomatoes, uma cotação muito boa, o segundo, “Rua do Medo: 1978” atingiu 89% e o desfecho, “Rua do Medo: 1666”, chega ao streaming com impressionantes 92% de críticas positivas. É outro clichê, mas é verdade: trata-se de um filme melhor que o outro.

Quem ainda quiser continuar no gênero pode se arriscar em outra opção da semana: “Iniciação”, mais um terror com psicopata mascarado acima da média – mas bem abaixo da realização da Netflix.

Entre os títulos comerciais, há ainda um suspense de serial killer com grande elenco – “Pequenos Vestígios” reúne três vencedores do Oscar: Denzel Washington (“Dia de Treinamento”), Rami Malek (“Bohemian Rhapsody”) e Jared Leto (“Clube de Compra Dallas”) – e um besteirol brasileiro de tema sobrenatural – “Missão Cupido” é quase uma sátira da obra literária de Neil Gaiman com humor escrachado nacional. A curiosidade ainda sugere a improvável sci-fi uruguaia “Olhos Cinzentos” e sua convincente atmosfera pós-apocalíptica.

Entre os destaques cinéfilos que completam a seleção, nenhum é mais premiado que “Linha Tênue”, do russo Boris Khlebnikov, que venceu nada menos que 28 troféus internacionais em festivais como Karlovy Vary, Trieste e Sochi, além do Nika (o Oscar russo) de Melhor Filme.

Confira abaixo a seleção (com os trailers) das 10 melhores opções de filmes disponibilizadas nas plataformas digitais nesta semana.

 

 

Rua do Medo: 1666 | EUA | Terror

 

 

Iniciação | EUA | Terror

 

 

Pequenos Vestígios | EUA | Suspense

 

 

Missão Cupido | Brasil | Comédia

 

 

Olhos Cinzentos | Uruguai | Sci-Fi

 

 

Shock Wave 2 | China | Ação

 

 

Linha Tênue | Rússia | Drama

 

 

Mães de Verdade | Japão | Drama

 

 

Aviva | EUA | Musical

 

 

Medo de Amar | Reino Unido | Drama