Divulgação/Collective Pictures

Code 8: Sci-fi de Robbie e Stephen Amell vai ganhar continuação na Netflix

A Netflix anunciou que a sci-fi indie “Code 8: Renegados”, estrelada e produzida pelos primos Robbie Amell (“A Babá”) e Stephen Amell (“Arrow”), vai ganhar continuação.

A produção se provou um fenômeno, especialmente pela forma como foi feita. Tudo começou como um curta-metragem estrelado e bancado pelos primos em 2016, que eles usaram como “piloto” para lançar uma campanha de financiamento coletivo, visando produzir um longa-metragem. Conseguiram levantar quase US$ 2,5 milhões de mais de 27 mil investidores, e o resultado chegou em diversas plataformas de aluguel digital em dezembro de 2019, inclusive no Brasil, junto de críticas bastante elogiosas – 80% de aprovação no Rotten Tomatoes.

Quatro meses depois de sua estreia digital, a Netflix incluiu o filme em seu catálogo, disponibilizando-o para seus assinantes em abril do ano passado. E o sucesso só aumentou. “Code 8” se tornou um dos títulos mais vistos da plataforma. Agora, a própria Netflix vai bancar a continuação, que permitirá aos Amell um orçamento maior e mais tranquilidade para realizar as filmagens.

Robbie e Stephen Amell retomarão aos papéis na continuação, que também contará com o diretor Jeff Chan e o roteirista Chris Paré atrás das câmeras – os dois trabalharam juntos no curta original e também no terror “O Mistério de Grace” (2014).

A trama de “Code 8” se passa num futuro em que cerca de 4% da população nasce com superpoderes. Mas em vez de virarem super-heróis, essas pessoas são discriminadas e acabam se juntando num submundo do crime. Muitos deles por falta de alternativas.

A continuação vai introduzir uma jovem que descobre suas habilidades especiais após o assassinato do seu irmão por um grupo de policiais corruptos. Virando alvo dos criminosos fardados, ela vai precisar de ajuda de um ex-presidiário (Robbie) e seu parceiro de crime (Stephen) para escapar da perseguição das autoridades.

A premissa também deveria virar série, mas os primes fecharam contrato com a plataforma Quibi, que faliu poucos meses após ser lançada no ano passado.

O novo filme provavelmente é baseado na história que seria utilizada na série, uma vez que as produções da Quibi tinham episódios curtos (10 minutos ou menos), cuja duração completa era a mesma de um longa-metragem.

Veja abaixo o trailer do longa original.