Divulgação/Warner Bros.

Joan Weldon (1930 – 2021)

A atriz Joan Weldon, que estrelou a clássica sci-fi “O Mundo em Perigo” (Them!) em 1954 , morreu em 11 de fevereiro em sua casa em Fort Lauderdale, Flórida, anunciou sua família nesta quinta-feira (4/3). Ela tinha 90 anos.

Weldon começou sua carreira como cantora de ópera aos 16 anos, fazendo história como a cantora mais jovem contratada pela San Francisco Opera Company. Durante uma apresentação em Los Angeles, foi “descoberta” pela Warner Bros., que lhe ofereceu um contrato de cinema.

O estúdio a escalou no musical “Gloriosa Consagração” (1953), no noir “Nódoa Infamante” (1953) e nos westerns “Sob o Comando da Morte” (1954) e “Alma de Renegado” (1954). Mas foi só quinto filme que ela chamou atenção.

Em “O Mundo em Perigo” (1954), Welson interpretou a Dra. Patricia Medford, que ajuda os moradores de uma cidade a enfrentar uma colônia de formigas mutantes junto com seu pai médico. O papel lhe rendeu o apelido de a “exterminadora mais bela do cinema”.

O filme fez grande sucesso. Foi indicado ao Oscar de efeitos visuais e inspirou uma série de produções de “insetos gigantes” em Hollywood. Entretanto, também foi o último do contrato de Weldon, que aproveitou a liberdade para estrelar um musical da MGM, “Bem no Meu Coração” (1954), sem sucesso.

Ela se voltou para a TV, aparecendo em diversas séries do Velho Oeste, e ainda estrelou um par de westerns – “Chuva de Balas” (1957) e “Na Fúria de uma Sentença” (1958) – antes de encerrar a carreira nas telas em 1958.

Desde então, focou-se na música, fazendo turnês e também conquistando papéis em diversas produções teatrais.