Divulgação/Netflix

Critics Choice: Mank lidera e Netflix domina indicações ao prêmio dos críticos

Os indicados à premiação de cinema dos críticos dos EUA, Critics Choice Awards 2021, foram revelados nesta segunda (8/2), voltando a ressaltar a força com que a Netflix chega na disputa pelos troféus de melhores do ano na temporada.

A Netflix emplacou quatro filmes entre os dez que vão concorrer ao prêmio principal: “Mank”, “A Voz Suprema do Blues”, “Os 7 de Chicago” e “Destacamento Blood”. Ou cinco, quando se considera “Relatos do Mundo”, que teve lançamento internacional (mas não nos EUA) pela plataforma.

Além destes, a empresa também concorre a prêmios com “Malcom & Marie”, “Pieces of a Woman”, “O Céu da Meia-Noite” e “Rosa e Momo”, totalizando 46 nomeações. Ou 52, ao somar as sete de “Relatos do Mundo”.

Líder em indicações, “Mank”, dirigido por David Fincher, foi o título mais celebrado, aparecendo 12 vezes na lista do CCA 2021.

O segundo filme mais nomeado foi a produção independente “Minari – Em Busca da Felicidade”, citada 10 vezes, seguida por “A Voz Suprema do Blues”, com oito indicações, e o citado “Relatos do Mundo”.

A premiação também inclui categorias televisivas, que foram reveladas anteriormente e que já embutem 26 produções da Netflix.

Os vencedores serão anunciados em cerimônia virtual marcada para 7 de março.

Confira abaixo a relação completa dos indicados nas categorias cinematográficas do Critics Choice Awards 2021.

Melhor Filme
“Destacamento Blood” (Netflix)
“A Voz Suprema do Blues” (Netflix)
“Mank” (Netflix)
“Minari – Em Busca da Felicidade” (A24)
“Relatos do Mundo” (Universal Pictures)
“Nomadland” (Searchlight Pictures)
“Uma Noite em Miami” (Amazon Studios)
“Bela Vingança” (Focus Features)
“O Som do Silêncio” (Amazon Studios)
“Os 7 de Chicago” (Netflix)

Melhor Ator
Ben Affleck – “O Caminho de Volta” (Warner Bros.)
Riz Ahmed – “O Som do Silêncio” (Amazon Studios)
Chadwick Boseman – “A Voz Suprema do Blues” (Netflix)
Tom Hanks – “Relatos do Mundo” (Universal Pictures)
Anthony Hopkins – “Meu Pai” (Sony Pictures Classics)
Delroy Lindo – “Destacamento Blood” (Netflix)
Gary Oldman – “Mank” (Netflix)
Steven Yeun – “Minari – Em Busca da Felicidade” (A24)

Melhor Atriz
Viola Davis – “A Voz Suprema do Blues” (Netflix)
Andra Day – “Estados Unidos Vs Billie Holiday” (Paramount/Hulu)
Sidney Flanigan – “Nunca, Raramente, Às Vezes, Sempre” (Focus Features)
Vanessa Kirby – “Pieces of a Woman” (Netflix)
Frances McDormand – “Nomadland” (Searchlight Pictures)
Carey Mulligan – “Bela Vingança” (Focus Features)
Zendaya – “Malcolm & Marie” (Netflix)

Melhor Ator Coadjuvante
Chadwick Boseman – “Destacamento Blood” (Netflix)
Sacha Baron Cohen – “Os 7 de Chicago” (Netflix)
Daniel Kaluuya – “Judas e o Messias Negro” (Warner Bros.)
Bill Murray – “On the Rocks” (A24/Apple TV+)
Leslie Odom, Jr. – “Uma Noite em Miami” (Amazon Studios)
Paul Raci – “O Som do Silêncio” (Amazon Studios)

Melhor Atriz Coadjuvante
Maria Bakalova – “Borat: Fita de Cinema Seguinte” (Amazon Studios)
Ellen Burstyn – “Pieces of a Woman” (Netflix)
Glenn Close – “Era uma Vez um Sonho” (Netflix)
Olivia Colman – “Meu Pai” (Sony Pictures Classics)
Amanda Seyfried – “Mank” (Netflix)
Yuh-Jung Youn – “Minari – Em Busca da Felicidade” (A24)

Melhor Jovem Ator/Atriz
Ryder Allen – “Palmer” (Apple TV+)
Ibrahima Gueye – “Rosa e Momo” (Netflix)
Alan Kim – “Minari – Em Busca da Felicidade” (A24)
Talia Ryder – “Nunca, Raramente, Às Vezes, Sempre” (Focus Features)
Caoilinn Springall – “O Céu da Meia-Noite” (Netflix)
Helena Zengel – “Relatos do Mundo” (Universal Pictures)

Melhor Elenco
“Destacamento Blood” (Netflix)
“Judas e o Messias Negro” (Warner Bros.)
“A Voz Suprema do Blues” (Netflix)
“Minari – Em Busca da Felicidade” (A24)
“Uma Noite em Miami” (Amazon Studios)
“Os 7 de Chicago” (Netflix)

Melhor Diretor
Lee Isaac Chung – “Minari – Em Busca da Felicidade” (A24)
Emerald Fennell – “Bela Vingança” (Focus Features)
David Fincher – “Mank” (Netflix)
Spike Lee – “Destacamento Blood” (Netflix)
Regina King – “Uma Noite em Miami” (Amazon Studios)
Aaron Sorkin – “Os 7 de Chicago” (Netflix)
Chloé Zhao – “Nomadland” (Searchlight Pictures)

Melhor Roteiro Original
Lee Isaac Chung – “Minari – Em Busca da Felicidade” (A24)
Emerald Fennell – “Bela Vingança” (Focus Features)
Jack Fincher – “Mank” (Netflix)
Eliza Hittman – “Nunca, Raramente, Às Vezes, Sempre” (Focus Features)
Darius Marder & Abraham Marder – “O Som do Silêncio” (Amazon Studios)
Aaron Sorkin – “Os 7 de Chicago” (Netflix)

Melhor Roteiro Adaptado
Paul Greengrass & Luke Davies – “Relatos do Mundo” (Universal Pictures)
Christopher Hampton and Florian Zeller – “Meu Pai” (Sony Pictures Classics)
Kemp Powers – “Uma Noite em Miami” (Amazon Studios)
Jon Raymond & Kelly Reichardt – “First Cow” (A24)
Ruben Santiago-Hudson – “A Voz Suprema do Blues” (Netflix)
Chloé Zhao – “Nomadland” (Searchlight Pictures)

Melhor Fotografia
Christopher Blauvelt – “First Cow” (A24)
Erik Messerschmidt – “Mank” (Netflix)
Lachlan Milne – “Minari – Em Busca da Felicidade” (A24)
Joshua James Richards – “Nomadland” (Searchlight Pictures)
Newton Thomas Sigel – “Destacamento Blood” (Netflix)
Hoyte Van Hoytema – “Tenet” (Warner Bros.)
Dariusz Wolski – “Relatos do Mundo“ (Universal Pictures)

Melhor Design de Produção
Cristina Casali, Charlotte Dirickx – “A História Pessoal de David Copperfield” (Searchlight Pictures)
David Crank, Elizabeth Keenan – “Relatos do Mundo” (Universal Pictures)
Nathan Crowley, Kathy Lucas – “Tenet” (Warner Bros.)
Donald Graham Burt, Jan Pascale – “Mank” (Netflix)
Kave Quinn, Stella Fox – “Emma” (Focus Features)
Mark Ricker, Karen O’Hara & Diana Stoughton – “A Voz Suprema do Blues” (Netflix)

Melhor Edição
Alan Baumgarten – “Os 7 de Chicago” (Netflix)
Kirk Baxter – “Mank” (Netflix)
Jennifer Lame – “Tenet” (Warner Bros.)
Yorgos Lamprinos – “Meu Pai” (Sony Pictures Classics)
Mikkel E. G. Nielsen – “O Som do Silêncio” (Amazon Studios)
Chloé Zhao – “Nomadland” (Searchlight Pictures)

Melhor Figurino
Alexandra Byrne – “Emma” (Focus Features)
Bina Daigeler – “Mulan” (Disney)
Suzie Harman & Robert Worley – “A História Pessoal de David Copperfield” (Searchlight Pictures)
Ann Roth – “A Voz Suprema do Blues” (Netflix)
Nancy Steiner – “Bela Vingança” (Focus Features)
Trish Summerville – “Mank” (Netflix)

Melhor Cabelo e Maquiagem
“Emma” (Focus Features)
“Era uma Vez um Sonho” (Netflix)
“A Voz Suprema do Blues” (Netflix)
“Mank” (Netflix)
“Bela Vingança” (Focus Features)
“Estados Unidos Vs Billie Holiday” (Hulu)

Melhores Efeitos Visuais
“Greyhound – Na Mira do Inimigo” (Apple TV+)
“O Home Invisível” (Universal Pictures)
“Mank” (Netflix)
“O Céu da Meia-Noite” (Netflix)
“Mulan” (Disney)
“Tenet” (Warner Bros.)
“Mulher-Maravilha 1984” (Warner Bros.)

Melhor Trilha Sonora
Alexandre Desplat – “O Céu da Meia-Noite” (Netflix)
Ludwig Göransson – “Tenet” (Warner Bros.)
James Newton Howard – “Relatos do Mundo” (Universal Pictures)
Emile Mosseri – “Minari – Em Busca da Felicidade” (A24)
Trent Reznor & Atticus Ross – “Mank” (Netflix)
Trent Reznor & Atticus Ross – “Soul” (Disney)

Melhor Canção Original
Everybody Cries – “Posto de Combate” (Screen Media Films)
Fight for You – “Judas e o Messias Negro” (Warner Bros.)
Husavik (My Home Town) – “Festival Eurovision da Canção” (Netflix)
Io sì (Seen) – “Rosa e Momo” (Netflix)
Speak Now – “Uma Noite em Miami” (Amazon Studios)
Tigress & Tweed – “Estados Unidos Vs Billie Holiday” (Hulu)

Melhor Filme de Comédia
“Borat: Fita de Cinema Seguinte” (Amazon Studios)
“The Forty-Year-Old Version” (Netflix)
“O Rei de Staten Island” (Universal Pictures)
“On the Rocks” (A24/Apple TV+)
“Palm Springs” (Hulu and NEON)
“A Festa de Formatura” (Netflix)

Melhor Filme em Língua Estrangeira
“Druk – Mais uma Rodada” (Samuel Goldwyn Films)
“Collective” (Magnolia Pictures)
“La Llorona” (Shudder)
“Rosa e Momo” (Netflix)
“Minari – Em Busca da Felicidade” (A24)
“Nós Duas” (Magnolia Pictures)