Divulgação/Hachette

Heartstopper será primeira série teen romântica gay da Netflix

A Netflix encomendou a produção de “Heartstopper”, adaptação dos quadrinhos homônimos de Alice Oseman sobre dois garotos apaixonados. A atração será uma série de oito capítulos de meia-hora de duração, com produção da See-Saw Films, a empresa responsável pela minissérie “Top of the Lake” (2013) e filmes como “O Discurso do Rei” (2010), “Lion: Uma Jornada para Casa” (2016) e o recente “Ammonite”, também de tema LGBTQ+.

“Heartstopper” gira em torno de dois adolescentes britânicos em uma escola só para meninos: Charlie, um jovem abertamente gay e muito intenso, e Nick, um jogador de rúgbi atlético e de coração mole, que um dia são forçados a sentar juntos na classe e rapidamente se tornam amigos. Mas logo Charlie se vê profundamente apaixonado por Nick, embora não ache que tenha uma chance. Só que Nick está mais interessado em Charlie do que qualquer um dos dois imagina. Além de abordar amor, amizade e lealdade, a trama também inclui doença mental e abrange todas as pequenas histórias da vida de Nick e Charlie, que, juntas, constituem algo maior.

A história foi originalmente lançado em 2015 como quadrinhos na web, pelas redes sociais Tumblr, Webtoon e Tapas, antes de ser posteriormente publicado pela divisão infantil da editora Hachette numa coleção de graphic novels.

Curiosamente, os personagens já existiam antes dos quadrinhos, introduzidos no primeiro romance da escritora Alice Oseman, “Solitaire”, publicado em 2014 quando ela tinha 17 anos. A trama começa em 2010 e serve de prólogo para “Solitaire”.

A série será escrita por Oseman e terá direção de Euros Lyn, que já assinou episódios de séries como “Doctor Who”, “Torchwood”, “Demolidor” e “His Dark Materials”.

Em comunicado, Oseman disse que estava “nas nuvens” com o fato de ‘Heartstopper’ entrar na Netflix. “Eu me sinto incrivelmente sortuda por trabalhar com uma equipe de pessoas apaixonadas e criativas que adoram ‘Heartstopper’ e querem torná-lo o programa mais bonito que pudermos. É uma alegria e uma honra poder recontar a história de Nick e Charlie para a TV e estou muito animada para compartilhar isso não apenas com os leitores existentes de ‘Heartstopper’, mas também com um novo público ao redor do mundo. ”

Já o diretor Lyn acrescentou que mal pode esperar para “trazer o drama e o humor desta alegre história de amor entre garotos para a tela”, enquanto o produtor executivo da See-Saw Films, Patrick Walters, chamou a produção de “um tônico alegre para esses tempos problemáticos”.