Divulgação/Mostra de Tiradentes

Documentário baiano vence Mostra de Tiradentes

O documentário “Açucena”, de Isaac Donato, foi o vencedor da 24ª Mostra de Cinema de Tiradentes. Exibido na seção Aurora, principal seleção competitiva do festival mineiro, o longa de estreia do diretor baiano acompanha uma mulher de 67 anos, que se recusa a envelhecer e todo ano celebra seu 7º aniversário com ajuda das amigas.

A cerimônia de encerramento, transmitida pelo site do evento na noite de sábado (30/1), também premiou outro documentário com o Troféu Carlos Reichenbach, dado pelo Júri Jovem ao melhor longa da Mostra Olhos Livres: o longa “Nũhũ Yãg Mũ Yõg Hãm: Essa Terra É Nossa!”, de Isael Maxakali, Sueli Maxakali, Carolina Canguçu e Roberto Romero, realizado em Minas Gerais. Foi a segunda vez consecutiva que um filme da dupla de cineastas Maxakali foi premiado na seção – em 2020, o vencedor foi “Yamiyhex – As Mulheres-espírito”.

O Prêmio Helena Ignez 2021, oferecido pelo Júri Oficial ao destaque feminino do festival, foi dado à diretora e roteirista Ana Johann, responsável pelo filme paranaense “A Mesma Parte de um Homem”.

Entre os curtas, o Júri Oficial escolheu o sergipano “Abjetas 288”, com direção de Júlia da Costa e Renata Mourão, enquanto o Prêmio Canal Brasil de Curtas, que tem júri formado pelo próprio canal, foi para o mineiro “4 Bilhões de Infinitos”, de Marco Antônio Pereira.

Veja abaixo o vídeo do encerramento do evento, com todas as premiações e discursos.