Instagram/Zezé Di Camargo e Luciano

Morre o pai de Zezé Di Camargo e Luciano, que inspirou o filme 2 Filhos de Francisco

O pai de Zezé Di Camargo e Luciano, Francisco José de Camargo, morreu na noite de segunda (23/11), em um hospital de Goiânia, aos 83 anos. Seu Francisco foi o grande incentivador da dupla e previu o sucesso dos filhos, esforçando-se para isso acontecer, apesar das condições humildes. Essa história inspiradora acabou virando o filme “2 Filhos de Francisco”, um dos maiores sucessos do cinema brasileiro em todos os tempos.

O filme dramático de Breno Silveira também tornou conhecida a história trágica da família, contando como Francisco deu a Zezé uma sanfona quando ele ainda era menino e o encorajou a cantar com o irmão mais novo, Emival. Os dois filhos de Francisco formaram a dupla Camargo e Camarguinho, mas Emival morreu de forma precoce, em um acidente de carro, levando Zezé a parar de tocar a sanfona que ganhou do pai.

O sucesso acabou vindo ao lado de outro irmão, Welson, que o grande público conhece como Luciano.

Mas para que esse sucesso acontecesse, Francisco, que trabalhava com construção civil, gastou todo o dinheiro que tinha em fichas telefônicas, para ligar para a rádio da sua cidade para pedir a música “É o Amor”, primeiro hit da dupla Zezé Di Camargo e Luciano.

Com o lançamento de “2 Filhos de Francisco”, Seu Francisco, que foi interpretado pelo ator Ângelo Antônio, brincou que estava fazendo tanto sucesso quanto os filhos mais famosos.

Em entrevista ao UOL, Ângelo disse que Francisco demorou a entender que ia virar filme. “A primeira vez que a gente se encontrou, ele questionou o Luciano: ‘Esse rapaz é um repórter? Ele pergunta tanto’. Demorou um pouco para cair a ficha que ele seria personagem do filme”.

O ator contou que passou uma semana na casa da família em Goiânia e pode conhecer melhor Francisco. “A força da alegria dele era contagiante, a coragem e persistência, o Brasil inteiro viu como ele era e como ensinou os filhos a ser”, descreveu. “Foi um momento especial, um encontro histórico que marcou para sempre por conta de muito carinho da parte dele. Desejo que ele esteja em um lugar de muita luz e muita força para a família toda”, concluiu.

Nos últimos anos, Seu Francisco vinha enfrentando problemas de saúde, como um enfisema pulmonar, chegando a ficar internado. Ao deixar o hospital, no início do ano, em uma cadeira de rodas, passeou pela fazenda da família que Zezé havia acabado de reformar.

Só uma coisa o deixava triste: as brigas entre os filhos. Numa entrevista para o programa “Conexão Repórter”, da Globo, ele chegou a proibir que Zezé e Luciano se separassem. “Eles têm que esperar eu morrer para depois se separarem. A coisa mais gostosa é escutar o disco deles dentro do meu carro. Não escuto disco de ninguém. Só dos meus filhos”, disse o pai orgulhoso.