Instagram/Chadwick Boseman

Chadwick Boseman apostava em vencer o câncer até uma semana antes de sua morte

O ator Chadwick Boseman creditava que venceria o câncer que combatia há quatro anos, e se programava para entrar em forma, mesmo visivelmente magro, com treinamentos marcados para este mês de setembro. Uma reportagem da revista The Hollywood Reporter revelou que, até a véspera de sua morte, o ator tinha convicção que superaria a doença e filmaria “Pantera Negra 2”.

Segundo fontes ouvidas pela publicação, a realidade do câncer terminal só bateu uma semana antes da morte, que aconteceu na sexta-feira (28/8).

Graças à aposta na superação, Boseman não informou ninguém da Marvel sobre seu estado. Ninguém envolvido em “Pantera Negra” sabia, como o diretor Ryan Coogler revelou numa longa carta aberta em homenagem ao ator.

De acordo com o THR, a primeira pessoa a ser informada sobre o câncer foi Kevin Feige, o chefão da Marvel Studios, num email urgente enviado uma hora antes da morte do ator.

Apenas um pequeno grupo de pessoas de fora da família sabia sobre o câncer.

Entre os que tiveram conhecimento da doença estavam o produtor Logan Coles, o agente Michael Greene, seu treinador Addison Henderson e o diretor de “42”, Brian Helgeland. Mesmo assim, muitos não sabiam em que estágio a doença se encontrava. Era um desejo do ator que a condição de sua saúde permanecesse reservada.

Graças a isso, a morte de Chadwick Boseman causou surpresa e teve um grande impacto entre amigos, colegas, celebridades e fãs em todo o mundo.