Divulgação/Marvel

Amazon estaria negociando pacote de séries do Aranhaverso

A Amazon estaria disposta a repetir a Netflix e criar um universo de séries da Marvel em sua plataforma. O projeto veio à tona nesta quinta (3/9) com uma diferença significativa em relação ao acordo pioneiro. As séries não serão produções da Marvel, mas da Sony, que utilizará personagens do “Aranhaverso”.

Segundo apurou o site Deadline, esse pacote de conteúdo está há tempos no papel, mas se move muito lentamente para fora dele, porque há complexas negociações – ainda em seus estágios iniciais – envolvendo uma complicada teia de direitos multiplataforma para os personagens dos quadrinhos – inclusive, com uma possível necessidade de exibição num canal linear, antes de ir para o streaming.

O pontapé inicial foi dado em abril de 2019, quando a Sony TV assinou um mega-contrato com Phil Lord e Chris Miller, produtores-roteiristas de “Homem-Aranha no Aranhaverso”, que incluía um acordo para a dupla supervisionar um conjunto de séries baseadas nos personagens da Sony no Universo da Marvel.

Segundo apurou o site Deadline, o primeiro título que deve ganhar vida é “Silk”, que já está sendo desenvolvido por Lauren Moon, roteirista de “Atypical”, uma produção da Sony exibida na Netflix.

O detalhe é que a personagem, batizada de Seda no Brasil, já apareceu no MCU (o universo cinematográfico da Marvel). Vivida por Tiffany Espensen, Cindy Moon foi vista como parte da equipe acadêmica do colégio de Peter Parker (Tom Holland) em “Homem-Aranha: De Volta ao Lar” e na cena do ônibus escolar de “Vingadores: Guerra Infinita”.

Nos quadrinhos, Cindy é uma colega de classe de Peter Parker que também é picada por uma aranha radioativa na mesma época que ele. Ela ganha habilidades semelhantes às dele. Ou melhor, habilidades superiores. Ela é capaz de disparar teias pelas pontas dos dedos, é mais rápida e tem um Sentido Aranha avançado (conhecido como Sentido Seda). Seda só perde para o Homem-Aranha no quesito da força física.

A personagem também se distingue dos demais coadjuvantes dos quadrinhos do Aranha por ser sul-coreana. A produção de “Silk” marcaria uma das primeiras séries de quadrinhos liderada por um personagem asiático-americano. Freqüentemente, eles são vistos como personagens secundários, desde o Cato de Bruce Lee na série “Besouro Verde” nos anos 1960 até Colleen Wing, vivida por Jessica Henwick em “Punho de Aço”.