Divulgação/Universal

Diretores do novo Massacre da Serra Elétrica são demitidos na primeira semana de filmagem

O novo filme da franquia “Massacre da Serra Elétrica” sofreu uma espécie de massacre em seus bastidores, uma semana apenas após o início das filmagens.

A produtora Legendary cortou as cabeças dos diretores Andy e Ryan Tohill (de “The Dig”), que estavam em produção na Bulgária, devido a “diferenças criativas”. Os irmãos foram demitidos e o diretor de fotografia David Blue Garcia (“Blood Fest”) promovido à direção.

Garcia já tem experiência na função, tendo rodado o thriller “Tejano” com um orçamento de US$ 58 mil, além de vários comerciais. De quebra, é natural do Texas.

Fontes disseram que a mudança abrupta foi decidida nas últimas 48 horas, porque a Legendary não gostou das primeiras filmagens. Agora, Garcia vai refazer a filmagem do zero.

O novo “Massacre da Serra Elétrica” será uma continuação direta do longa original de 1974, dirigido por Tobe Hooper. Isto significa que o filme vai ignorar todas as sequências posteriores – exatamente como a Universal fez com “Halloween”.

A produção está a cargo do cineasta uruguaio Fede Alvarez (do remake de “A Morte do Demônio” e “O Homem nas Trevas”) e o elenco inclui Elsie Fisher (“Oitava Série”), Sarah Yarkin (“Motherland: Fort Salem”), Jacob Latimore (“Maze Runner”) e Moe Dunford (“Vikings”).

Não há previsão para o lançamento.