Rosa Maria Sardà (1941 – 2020)

A atriz espanhola Rosa Maria Sardà, conhecida no Brasil por atuar em “Tudo Sobre Minha Mãe” (1999), de Pedro Almodóvar, morreu na manhã desta quinta-feira (11/6), de câncer aos 78 anos.

Sua longa carreira abrange cinco décadas, com aparições no cinema, teatro e televisão.

Ela começou a se destacar nos anos 1970 por suas aparições televisivas com a trupe de comédia catalã La Trinca. Mas foi só na década seguinte que chegou ao cinema, onde trabalhou com os principais realizadores da Espanha, ao longo de três décadas.

Além de atuar para Almodóvar, ela estrelou três filmes de Fernando Trueba – “A Garota dos Seus Sonhos” (1998), “El Embrujo de Shanghai” (2002) e “A Rainha da Espanha” (2016) – , mais seis de Ventura Pons – “Actrius” (1997), “Caresses” (1998), “Beloved/Friend” (1999), “Anita Não Perde a Chance” (2001), “Barcelona (Un Mapa)” (2007) e “Any de Gràcia” (2011). E ainda participou da trilogia “Victòria!” (1982-84), de Antoni Ribas, “Moros y Cristianos (1987), de Luis García Berlanga, “Torrente 2: Missão Marbella” (2001), de Santiago Segura, “Maktub” (2011), de Paco Aranga, etc.

Foram mais de 40 filmes!

Entre os prêmios que conquistou, venceu dois Goya (o Oscar espanhol) como Melhor Atriz Coadjuvante – pelas comédias “Por qué lo Llaman Amor Cuando Quieren Decir Sexo?” (1993), de Manuel Gómez Pereira, e “Sin Vergüenza” (2001), de Joaquín Oristrell.

Ela também recebeu a Medalha de Ouro da Academia de Cinema da Espanha e um troféu Gaudí, da Academia de Cinema Catalã, pelas realizações da carreira.

“Com grande tristeza damos adeus a uma das maiores atrizes da cena espanhola. Amada por todas em vida e agora na memória”, disse o ator Antonio Banderas, despedindo-se da amiga no Twitter.