Prodigal Son é renovada para 2ª temporada

A rede Fox anunciou a renovação de “Prodigal Son” para sua 2ª temporada, que assim se tornou a última série a definir seu destino na programação da emissora.

A série teve um desempenho mediano, com 3,3 milhões de espectadores ao vivo e 54% de aprovação da crítica, na medição do site Rotten Tomatoes. Mas, no final, a decisão de renovar a série dependeu mais da disponibilidade de Michael Sheen (“Masters of Sex”), que tinha contrato apenas para uma temporada. Com nova assinatura do ator, a atração voltará ao ar em 2021.

Produzida por Greg Berlanti, o produtor com mais séries no ar atualmente e em todos os tempos, “Prodigal Son” é uma espécie de “Hannibal”/”O Silêncio dos Inocentes” em versão família.

A produção traz Tom Payne (o Jesus de “The Walking Dead”) como um psicólogo forense que ajuda a polícia a capturar serial killers, graças à seu conhecimento íntimo sobre como eles pensam. Esta especialidade é resultado de uma experiência traumática: a descoberta, na infância, de que seu pai (Michael Sheen) era um psicopata famoso, o serial killer conhecido como Cirurgião, que agora lhe dá dicas sobre como psicopatas pensam, em encontros na prisão.

“Desde o momento em que o ‘Prodigal Son’ estreou, os fãs ficaram cativados pelas surpreendentes performances de Tom Payne e Michael Sheen, que enfrentam um dos relacionamentos familiares mais únicos da televisão”, disse o presidente da Fox Entertainment, Michael Thorn, no comunicado sobre a renovação.

Criada por Chris Fedak (“Chuck”) e Sam Sklaver, que trabalharam juntos em “Deception”, a série também aborda os demais integrantes da família do protagonista, como uma mãe manipuladora, vivida por Bellamy Young (de “Scandal”), e uma irmã aparentemente normal demais, interpretada por Halston Sage (“The Orville”).

O elenco ainda inclui Lou Diamond Phillips (“Longmire”), Aurora Perrineau (“Verdade ou Desafio”), Frank Harts (“The Path”) e Keiko Agena (“The First”).