Festival de Veneza deverá acontecer na data prevista

A data do Festival de Veneza está mantida e o evento ocorrerá conforme o planejado, no início de setembro. A garantia foi dada pelo governador da região em que fica a cidade italiana neste domingo (24/5). Segundo Luca Zaia, que também é membro do conselho da Bienal de Veneza, a disseminação do novo coronavírus já diminui no país e até setembro a crise sanitária deverá estar resolvida.

A Itália planeja suspender todas as restrições de viagens a partir de 3 de junho, e os viajantes dos países da União Europeia poderão entrar no país sem ter que cumprir quarentena.

Esse otimismo não leva em conta a possibilidade de uma segunda onda de infecções, trazidas por estrangeiros, como a que preocupa outros países que já saíram do isolamento social. O Festival de Veneza é um evento internacional com participação de artistas de vários lugares do mundo. A começar pela presidente do júri de sua 77ª edição, a australiana Cate Blanchett.

Mas devido à paralisação da indústria cinematográfica para limitar a propagação do vírus, a programação do evento provavelmente terá menos produções, disse Zaia. Em compensação, alguns filmes que seriam lançados no Festival de Cannes, cancelado devido à pandemia, podem ganhar première em Veneza.

Ao anunciar o cancelamento do evento físico, a organização de Cannes deu a entender que faria parcerias com outros festivais, incluindo Veneza, para exibir longas de sua seleção original.

Um dos países mais atingidos pela covid-19, a Itália teve mais de 229 mil casos da doença e mais de 32 mil mortes. Na atualização diária de sábado (23/5), o país registrou 531 novos casos e 50 mortes.