Premiado nos festivais de Sundance e Berlim, Never Rarely Sometimes Always terá lançamento digital


Aclamado pela crítica, o drama indie “Never Rarely Sometimes Always”, que foi premiado nos festival de Sundance e Berlim, terá lançamento digital em 3 de abril.

O filme chegou a ter uma estreia limitada em Nova York e Los Angeles no dia 13 de março, pouco antes da pandemia de coronavírus obrigar o fechamento dos cinemas. Mas a segunda etapa de distribuição, mais ampla, nunca saiu do papel.

A Focus Features vai disponibilizar o filme para locação digital nos EUA por US$ 19,99 por um período de visualização de 48 horas. O valor é o mesmo cobrado por outros lançamentos que estavam em cartaz quando os cinemas fecharam, como “Homem-Invisível”, “Aves de Rapina”, “Bloodshot” e “Dois Irmãos – Uma Jornada Fantástica”, que também chegaram ou estão chegando no comércio digital.

Com 99% de aprovação no Rotten Tomatoes, a obra escrita e dirigida por Eliza Hittman (da série “13 Reasons Why”) traz Sidney Flanigan como uma garota grávida que parte do interior da Pennsylvania para a cidade de Nova York, em busca de auxílio médico para interromper uma gravidez não planejada. Sua única ajuda nessa jornada é sua prima igualmente adolescente, vivida por Talia Ryder.


As duas atrizes principais são estreantes em longa-metragem. E não são as únicas estreias notáveis da produção, que traz a cantora Sharon Van Etten em seu primeiro filme. Entre os atores de maior experiência, os destaques são Ryan Eggold (“New Amsterdam”) e Théodore Pellerin (“Boy Erased”).

Confira abaixo um trailer da produção.



blank

Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings