Quinto casamento de Pamela Anderson ameaça acabar após 12 dias

Durou 12 dias a alegria de Pamela Anderson por ocasião de seu quinto casamento. Ela se casou com o produtor de cinema Jon Peters numa cerimônia privada em 20 de janeiro. E neste sábado surgiu a notícia de que o casal está em crise e praticamente se separando.

Em comunicado à imprensa, a atriz disse que “separou um tempo para reavaliar o que queremos da vida e um do outro. A vida é uma jornada e o amor é um processo. Com essa verdade universal em mente, decidimos mutuamente adiar a formalização de nossa certidão de casamento e depositar nossa fé no processo”, disse, pedindo privacidade.

Uma fonte próxima à atriz confirmou à revista The Hollywood Reporter que o casal não chegou a protocolar a documentação legal para obter uma certidão de casamento após a cerimônia realizada na praia de Malibu, na grande Los Angeles, na qual participaram os dois filhos de Anderson e as três filhas de Peters, além da ex-esposa do produtor, Christine Forsyth-Peters.

Peters não fez nenhum comentário.

Embora os dois viessem de quatro casamentos diferentes, Anderson e Peters tinham uma ligação antiga, já que namoraram há mais de 30 anos.

O produtor conheceu Anderson em meados dos anos 1980 na Mansão Playboy, quando a atriz acabara de chegar em Los Angeles, vindo da Columbia Britânica. “Entrei e vi esse anjinho sentado no bar. Era Pammy. Ela tinha 19 anos. Eu sabia que ela seria uma grande estrela”, contou o produtor, por ocasião de um tributo a Hugh Hefner, criador da Playboy, falecido em 2017.

Anderson acabou posando para 13 capas da Playboy, um recorde que a tornou a personificação da mítica loira da publicação, e ajudou a popularizar seu nome. Peters pagou por suas aulas de teatro e aulas de dança e voz, ajudando a lançar sua carreira na tela, primeiro na série “Home Improvement” e depois como a salva-vidas CJ Parker no hit internacional “Baywatch” (“SOS Malibu” no Brasil), que a transformou em ícone dos anos 1990.

Os ex de Anderson incluem o roqueiro Tommy Lee, do Mötley Crüe, com quem ela tem dois filhos adultos, outro rockeiro, Kid Rock, e Rick Salomon (duas vezes). Mais recentemente, ela se juntou à estrela do futebol francês Adil Rami, num relacionamento que acabou em denúncia de violência doméstica. Já a vida amorosa de Peters não fica atrás. Ele acabou seu segundo casamento, com a atriz Lesley Ann Warren, em meio a um caso público com Barbra Streisand, que o então cabeleireiro conheceu no set da comédia “Nossa, que Loucura!” (1974). O affair tórrido durou 12 anos e gerou a versão de “Nasce uma Estrela” estrelada por Streisand em 1976, que lançou a carreira de produtor de Peters (ele também produziu o remake de 2018 com Bradley Cooper e Lady Gaga). Depois disso, produziu inúmeros sucessos comerciais, como e “Um Lobisomem Americano em Londres”, “Flashdance”, “Batman”, “O Homem de Aço” e foi casado com a produtora Christine Forsyth-Peters. Este casamento acabou pacificamente, tanto que ela foi convidada para acompanhar a cerimônia em Malibu.