Stripper que inspirou As Golpistas processa estúdio do filme em US$ 40 milhões



O estúdio STX está sendo processado pela ex-stripper Samantha Barbash, que acusa os produtores de “As Golpistas” (Hustlers) de difamação e desrespeito a seus direitos.

“As Golpistas” é baseado numa reportagem da New York Margazine sobre um grupo de strippers que dava golpes em seus clientes, dopando-os para estourar o limite de seus cartões. No longa, a personagem inspirada em Barbash foi vivida por Jennifer Lopez.

Advogados da ex-stripper alegam que a produção procurou o consentimento de Barbash para sua representação no filme, mas ela recusou a oferta. “Mesmo assim, com total desrespeito e falta de autorização ou consentimento, os réus continuaram a explorar o visual e personalidade de Barbash para o filme e sua divulgação”, diz o processo.

O STX se pronunciou por meio de um comunicado em que afirma que “continuará defendendo seu direito de contar histórias baseadas em fatos de registros públicos”.



Barbash está processando o estúdio em um valor total de US$ 40 milhões.

Além de Jennifer Lopez, o elenco principal de “As Golpistas” conta com Constance Wu (“Podres de Ricos”), Lili Reinhart (“Riverdale”), Julia Stiles (“Jason Bourne”), Madeline Brewer (“The Handmaid’s Tale”), Keke Palmer (“Scream Queens”), Trace Lysette (“Transparent”), Mette Towley (do vindouro “Cats”) e as rappers Cardi B e Lizzo, que fazem suas estreias como atrizes.

Dirigido por Lorena Scafaria (“A Intrometida”), o longa ainda está em cartaz no Brasil.



Pedro Prado é cinéfilo, fã de séries e quadrinhos, fotógrafo amador e bom amigo da vizinhança.



Back to site top
Change privacy settings