Spike Lee vai presidir o Festival de Cannes em 2020


A organização do Festival de Cannes anunciou nesta terça (14/1) que o diretor americano Spike Lee foi escolhido como o próximo presidente do juri internacional do grande evento de cinema, responsável pela premiação da Palma de Ouro.

Lee será o primeiro negro a presidir o prestigioso festival francês em seus 73 anos de sua existência.

“Quando me chamaram para presidir o juri de Cannes 2020 não acreditei, fiquei feliz, surpreso e orgulhoso ao mesmo tempo”, revelou o cineasta de 62 anos, em comunicado oficial.

O diretor também se declarou “honrado” por ser o primeiro afro-descendente a assumir este cargo no festival.


Ele apresentou sete de seus filmes no Festival de Cannes e recebeu o Grande Prêmio do Júri em 2018 por “Infiltrado na Klan” (BlackkKlansman).

Além de presidir o júri, ele também receberá uma homenagem pelas realizações de sua carreira, com a entrega de uma Palma de Ouro honorária.

Spike Lee terá a tarefa de suceder o diretor mexicano Alejandro González Iñárritu, que presidiu a premiação com louvor no ano passado, apresentando ao mundo “Parasita”, do sul-coreano Bong Joon Ho, vencedor da Palma de Ouro em 2019.

O Festival de Cannes de 2020 vai acontecer entre 13 e 23 de maio na Riviera Francesa.



Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings