007 – Sem Tempo Para Morrer troca compositor de sua trilha por “diferenças criativas” de última hora



A pós-produção de “007 – Sem Tempo Para Morrer” gerou um conflito de bastidores, que resultou na substituição do compositor da trilha sonora. Os produtores contrataram o veterano Hans Zimmer para substituir Dan Romer de última hora.

De acordo com a Eon Productions, responsável pela franquia do agente secreto desde o primeiro longa, “007 Contra o Satânico Dr. No” (1962), a troca se deu por conta de “diferenças criativas”.

Romer é um parceiro habitual do diretor do longa, Cary Joji Fukunaga. Eles trabalharam juntos no filme “Beasts of No Nation” e na série “Maniac”.



Já Zimmer é conhecido, desde “O Gladiador” (2000), como um compositor de grandes épicos. Ele também é celebrado por sua parceria com o diretor Jonathan Nolan, em filmes como “A Origem” (2010), “Interestelar” (2014) e “Dunkirk” (2017), e já foi indicado 10 vezes ao Oscar, tendo vencido pela composição musical da animação “O Rei Leão” (1994).

“007 – Sem Tempo Para Morrer” tem estreia marcada para 9 de abril nos cinemas brasileiros, um dia antes do lançamento nos EUA.



Pedro Prado é cinéfilo, fã de séries e quadrinhos, fotógrafo amador e bom amigo da vizinhança.



Back to site top
Change privacy settings