Novo clipe de Ludmilla faz apologia à Verdinha



A cantora Ludmilla lançou o clipe de “Verdinha”. A música faz alusão ao plantio de maconha e foi gravado em meio a muitas folhas verdinhas. Mas na verdade elas não passam de hortaliças inocentes, cultivadas numa estufa. A letra, os cigarrinhos e a fumaceira que acompanham Ludmilla e suas dançarinas é que deixam claro a referência.

“Eu fiz um pé lá no meu quintal/ Tô vendendo a grama da verdinha a R$ 1”, diz o refrão. Para deixar claro que não se trata de alface, a letra segue: “Fiquei loucona, chapadona só com a marola da ‘juana'”.

Para completar o “escândalo”, Ludmilla também aparece ao lado da namorada dançarina Brunna Gonçalves segurando uma pistola que atira bandeiras do movimento LGBTQ+.

Esse detalhe acabou passando batido diante do olhar indignado de parcela do público que acusou a nova música da cantora de fazer apologia as drogas. Como se esse tema fosse novidade em seu repertório. “Verdinha” já é a terceira música de Ludmilla a fazer referência à maconha. As anteriores foram “Não Encosta no Meu Baseado” (que ganhou versão “light”, “Não Encosta no meu Namorado”) e “Onda Diferente”.


O clipe tem direção de João Monteiro, que recentemente comandou vídeos de Gloria Groove, Kelly Key, Duda Beat e Pabllo Vittar, e assina o documentário “TupiniQueens”.

O vídeo passou a liderar o ranking do YouTube nacional assim que entrou no ar, rendendo cerca de 100 mil visualizações por hora.



Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings