Doutor Sono e Parasita são as principais estreias de cinema da semana



O fim de semana vai receber 13 estreias e mais da metade são opções de boa qualidade.

Com maior distribuição, “Doutor Sono” é o terceiro terror baseado em Stephen King a chegar nos cinemas em 2019 – e o melhor. Continuação de “Iluminado”, o filme do diretor Mike Flanagan (“Ouija: Origem do Mal”) também é uma homenagem ao clássico dirigido por Stanley Kubrick em 1980, mostrando o que aconteceu com o menino Danny, que sobreviveu ao surto do pai para crescer traumatizado e ganhar interpretação de Ewan McGregor (“Trainspotting”). A estreia acontece simultaneamente com os Estados Unidos, onde atingiu 74% de aprovação crítica, na contabilização do site Rotten Tomatoes.

Mas o grande destaque – disparado – desta quinta (7/11) é “Parasita”, obra-prima do diretor sul-coreano Bong Joon-ho, que chega em circuito limitado após vencer o Festival de Cannes com votação unânime e o prêmio do público da recente Mostra de São Paulo. O suspense envolvente e cheio de reviravoltas acompanha uma família de aproveitadores que se infiltra na residência de outra família bem-sucedida para conseguir empregos e assim sair da miséria. O plano dá certo, até esbarrar em outros parasitas em situação pior. Impactante, tem 99% de aprovação no site Rotten Tomatoes e realmente merece sua fama como um dos melhores filmes deste ano.

Ainda merecem atenção na programação “Link Perdido”, animação em stop motion do estúdio Laika (“Coraline e o Mundo Secreto”, “ParaNorman”, “Kubo e as Cordas Mágicas”), o drama “O Relatório”, em que Adam Driver (“Star Wars: Os Últimos Jedi”) denuncia as táticas de tortura da CIA, o tenso thriller “Ventos da Liberdade”, sobre uma família que tentou fugir da Alemanha Oriental num balão em 1975, e “Retablo”, drama peruano que expõe a homofobia numa comunidade religiosa, vencedor do prêmio Teddy (Melhor Filme de temática LGBTQ+) no último Festival de Berlim – e que celebra 100% no RT.

Para completar, fãs de documentários musicais ainda podem apreciar “Meu Amigo Fela”, sobre o ídolo nigeriano Fela Kuti (1938-1997), premiado no festival É Tudo Verdade.

São tantas alternativas que seria muito azar optar pelas roubadas da semana. Mas quem preferir, pode escolher na lista abaixo, que reúne todas as estreias com suas sinopses e trailers.

Doutor Sono | EUA | Terror

Na infância, Danny Torrance conseguiu sobreviver a uma tentativa de homicídio por parte do pai, um escritor perturbado pelos espíritos malignos do Hotel Overlook. Danny cresceu e agora é um adulto traumatizado e alcoólatra. Sem residência fixa, ele se estabelece em uma pequena cidade, onde consegue um emprego no hospital local. Mas a paz de Danny está com os dias contados a partir do momento em que cria um vínculo telepático com Abra, uma menina com poderes tão fortes quanto aqueles que ele bloqueia dentro de si mesmo.

Parasita | Coreia do Sul | Suspense

Toda a família de Ki-taek está desempregada, vivendo num porão sujo e apertado. Uma obra do acaso faz com que o filho adolescente da família comece a dar aulas de inglês à garota de uma família rica. Fascinados com a vida luxuosa destas pessoas, pai, mãe, filho e filha bolam um plano para se infiltrarem também na família burguesa, um a um. No entanto, os segredos e mentiras necessários à ascensão social custarão caro a todos.

Link Perdido | EUA | Animação

Sir Lionel Frost (Hugh Jackman na versão legendada) se considera o melhor investigador de mitos e monstros do mundo. O problema é que nenhum dos seus colegas o leva a sério. Sua última chance para ganhar respeito é provar a existência de um ancestral primitivo do homem, conhecido como o link perdido.

O Relatório | EUA | Drama

Após os atentados terroristas de 11 de setembro de 2001, a CIA passou a adotar o uso da tortura como meio de obter informações de pessoas consideradas ameaças ao país, sob a justificativa de evitar a todo custo que um ataque do tipo acontecesse mais uma vez. Trabalhando para a senadora Dianne Feinstein (Annette Bening), o agente Daniel J. Jones (Adam Driver) inicia, em 2007, uma investigação interna acerca de denúncias sobre a destruição de fitas de interrogatório por parte da CIA, divulgadas através de reportagem publicada pelo jornal New York Times. Com muita dificuldade em conseguir os documentos necessários, Daniel dedica-se ao relatório por quase uma década, sem saber se um dia as descobertas por ele feitas serão expostas ao público.

Ventos da Liberdade | Alemanha | Drama

No verão de 1979, na Alemanha Oriental, uma família bola um ousado plano para finalmente conseguir deixar o local: montar um grande balão caseiro que irá flutuar até a fronteira ocidental e repousar naturalmente logo depois. No entanto, na primeira tentativa, o clima instável faz com que eles pratiquem um pouso forçado e as autoridades são avisadas, fazendo com que a família corra contra o tempo.


Retablo | Peru, Alemanha | Drama

Segundo Paucar (Junior Bejar) é um menino de 14 anos que, ao mesmo tempo inquieto por seguir uma tradição familiar, admira o trabalho de seu pai Noé (Amiel Cayo), um exímio construtor de retábulos, pequenas caixas que narram histórias religiosas ou eventos cotidianos. Mas quando um segredo de Noé vem à tona, Segundo enfrenta a dura realidade de uma sociedade extremamente religiosa e conservadora.

Cadê Você, Bernadette? | EUA | Comédia

Antes de viajar com sua família para a Antártica, uma arquiteta que sofre de agorafobia – o medo de estar em lugares abertos ou em meio à multidões – some sem deixar pistas para trás. Sua filha, então, através de emails, sessões com sua psicóloga, cartas e outros documentos, tenta descobrir para onde sua mãe foi e quais foram as razões de seu desaparecimento.

Sarafad | Portugal | Religioso

Em 1496, o rei D. Manuel proibiu o judaísmo em Portugal e, por este motivo, a religião desaparece do país. 400 anos depois, Barros Basto, capitão do exército português convertido, ajuda a resgatar para o judaísmo os portugueses que se tornaram cristãos-novos para fugir da intolerância racial e religiosa

Bate Coração | Brasil | Comédia

Sandro (André Bankoff) é um homem conquistador e preconceituoso, acostumado a uma vida de luxo. Quando sofre um ataque cardíaco, precisa urgentemente de um coração novo e recebe o transplante da travesti Isadora (Aramis Trindade), recém-falecida devido a um acidente. Enquanto se recupera e tenta conquistar a médica que realizou a cirurgia, Sandro precisa repensar o seu preconceito.

Meu Amigo Fela | Brasil | Documentário

A história do músico nigeriano Fela Kuti, em contrapartida à perspectiva comum de sua imagem como um excêntrico pop star. Através de conversas com seu amigo pessoal e biógrafo oficial Carlos Moore, o documentário constrói um complexo olhar sobre suas influências, seus relacionamentos, sua espiritualidade e o contexto cultural e histórico em que o músico viveu sua vida.

Cine São Paulo | Brasil | Documentário

Desde 1940, quando seu pai comprou um cinema na cidade de Dois Córregos, São Paulo, a vida de Francisco Teles, o Chico, passou a ser dedicada a esse lugar. A sala é o símbolo da transição do projetor a carvão ao digital, da resistência diante da TV e do videocassete e também da memória afetiva da cidade. O edifício, que está muito deteriorado, precisa ser restaurado e Chico tem a obsessão de fazer o velho cinema voltar a funcionar.

Fernando | Brasil | Documentário

Misturando realidade e ficção, o professor e artista Fernando, um brasileiro de 74 anos, é provocado a interpretar sua própria vida e rotina. E, mesmo passando por um momento em que sua saúde está gravemente abalada, toca o seu cotidiano e projetos artísticos sem interrupção.

Mama Colonel | Congo, França | Documentário

A Coronel Honorine Munyole é uma robusta viúva de 44 anos e mãe de sete filhos pequenos. Ela usa seu uniforme, boina e bolsa preta como um escudo protetor, no trabalho diário de dirigir uma unidade policial dedicada a proteger as mulheres que foram estupradas e as crianças que sofreram abusos nas regiões do Congo, que estão assoladas pela guerra.



Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings