As Panteras é a maior estreia do feriadão com muitas opções de cinema

O fim de semana prolongado pelo feriado de sexta-feira (15/11) animou a programação de cinema, que vai receber muitas estreias comerciais. A maior delas é o reboot de “As Panteras”, que tem lançamento simultâneo aos Estados Unidos.

O filme transforma a agência de detetives da série clássica dos anos 1970 num serviço internacional de agentes secretos, enquanto mantém o clima lúdico, que combina cenas de ação com comédia. O destaque da produção é seu elenco, liderado por Kristen Stewart (“Crepúsculo”) e Naomi Scott (“Aladdin”), além da novata Ella Balinska (“The Athena”) e de Elizabeth Banks (“A Escolha Perfeita”), que também assina a direção. A provação de 64% no Rotten Tomatoes aponta que o nível é o mesmo de “As Panteras” de 2000, com Drew Barrymore, Cameron Diaz e Lucy Liu. Mas, na verdade, resulta mais bobinho que a continuação daquele filme, o fraco “As Panteras: Detonando” (2003).

A aventura infantil “Dora e a Cidade Perdida”, adaptação de uma série animada da Nickelodeon, e “Invasão ao Serviço Secreto”, terceiro filme em que Gerard Butler tem que proteger o presidente dos Estados Unidos, já saíram de cartaz na América do Norte. O Brasil é o último país do mundo a exibir os dois no cinema. O primeiro agradou a crítica norte-americana (84%), mas não aos fãs da animação, fracassando nas bilheterias. Já o thriller foi considerado podre pela imprensa (39%), porém faturou o suficiente para garantir a produção de mais uma sequência.

Mais duas obras americanas completam o circuito principal, mas são outro tipo de filmes: dramas da temporada de premiações. “Ford vs Ferrari” e “O Irlandês” também têm estreia simultânea com os Estados Unidos.

Dirigido por James Mangold (“Logan”), o filme de corridas traz Christian Bale (“Vice”) e Matt Damon (“Pequena Grande Vida”) respectivamente como o piloto britânico Ken Miles e o engenheiro americano Carroll Shelby. Juntos, os dois tentam criar um carro que permitiria à Ford destronar a Ferrari na famosa corrida francesa de 24 Horas de Le Mans, em 1966. O problema é que para serem bem-sucedidos precisam superar a visão corporativa da própria Ford. Caso raro em que arte e entretenimento se complementam na tela, agradou em cheio com 90% no Rotten Tomatoes.

Em menos cinemas, “O Irlandês” tem sido chamado de “obra-prima” em algumas críticas, atingindo 96% de aprovação. Baseado numa história real, marca a volta de Martin Scorsese aos dramas de mafiosos e à sua famosa parceria com o ator Robert De Niro. Os dois não filmavam juntos há mais de duas décadas, desde “Cassino” (1995). Ainda há outros veteranos da trama, como Joe Pesci (igualmente de “Cassino”), Al Pacino (“O Poderoso Chefão”) e Harvey Keitel (“Caminhos Perigosos”), todos rejuvenescidos digitalmente. A produção é a maior aposta da Netflix para o Oscar 2020 e seu lançamento tímido reflete a expectativa do mercado para seu lançamento logo em seguida, em duas semanas, ao streaming.

Para contrabalançar o tom masculino dos dramas americanos, o circuito limitado destaca duas produções de cineastas femininas, “A Camareira”, candidato do México a uma vaga na categoria de Melhor Filme Internacional no Oscar 2020, e “Adam”, representante do Marrocos na mesma premiação. Bem cotados, os longas das estreantes Lila Avilés e Maryam Touzani têm, respectivamente, 100% e 90% de aprovação no Rotten Tomatoes, e lidam com empoderamento e solidariedade diante de condições sociais adversas.

Espremidos na programação, dois filmes brasileiros também merecem atenção.

Primeiro longa de Tiago Melo (diretor de segunda unidade de “Divino Amor”), “Azougue Nazaré” ilustra o embate da religião contra o maracatu no interior de Pernambuco. Filmado com intérpretes não profissionais, acabou premiando Valmir do Côco como Melhor Ator no Festival do Rio do ano passado – e ainda foi exibido em diversos festivais internacionais.

O último destaque é o impactante documentário “Diz a Ela que Me Viu Chorar”, que registra o cotidiano de dependentes de crack no Hotel Social Parque Dom Pedro, no centro de São Paulo, projeto voltado para promover uma reinserção social de dependentes de drogas e que foi desativado após cortes financeiros na administração municipal – fato que torna o registro da diretora Maíra Bühler (“Ela Sonhou que Eu Morri”) ainda mais triste.

Confira abaixo a lista completa das estreias da semana com suas sinopses e trailers.

As Panteras | EUA | Ação

Nova adaptação cinematográfica da série policial que foi sucesso na década de 1970. Sabina Wilson (Kristen Stewart), Jane Kano (Ella Balinska) e Elena Houghlin (Naomi Scott) embarcam numa perigosa missão global, a fim de impedir que um novo programa de energia se torne uma ameaça para humanidade.

Dora e a Cidade Perdida | EUA | Aventura

Ambientado na floresta peruana, o filme narra as aventuras de Dora (Isabella Merced) junto de seu macaco Botas, amigos que acabou de fazer na escola e um misterioso explorador a fim de salvar seus pais de mercenários. Mas Dora também terá de solucionar um grande mistério envolvendo Paratapa, uma antiga cidade perdida dos Incas.

Invasão ao Serviço Secreto | EUA | Ação

Dedicado e sempre focado em seu trabalho, o agente do Serviço Secreto Mike Banning (Gerard Butler) vê sua vida mudar completamente da noite para o dia ao ser acusado de conspirar para o assassinato do presidente dos Estados Unidos. Quando percebe que todos estão atrás dele, Mike corre contra o tempo para descobrir o que realmente aconteceu enquanto foge de outros agentes.

Ford vs. Ferrari | EUA | Drama

Durante a década de 1960, a Ford resolve entrar no ramo das corridas automobilísticas de forma que a empresa ganhe o prestígio e o glamour da concorrente Ferrari, campeoníssima em várias corridas. Para tanto, contrata o ex-piloto Carroll Shelby (Matt Damon) para chefiar a empreitada. Por mais que tenha carta branca para montar sua equipe, incluindo o piloto e engenheiro Ken Miles (Christian Bale), Shelby enfrenta problemas com a diretoria da Ford, especialmente pela mentalidade mais voltada para os negócios e a imagem da empresa do que propriamente em relação ao aspecto esportivo.

O Irlandês | EUA | Drama

Conhecido como “O Irlandês”, Frank Sheeran (Robert De Niro) é um veterano de guerra cheio de condecorações que concilia a vida de caminhoneiro com a de assassino de aluguel número um da máfia. Promovido a líder sindical, ele torna-se o principal suspeito quando o mais famoso ex-presidente da associação desaparece misteriosamente.

Azougue Nazaré | Brasil | Drama

O Carnaval, a maior festa brasileira, conhecida internacionalmente, mobiliza as populações de diversas cidades Brasil afora. Em uma cidade do interior, em meio aos canaviais, um grupo de pessoas vive suas vidas, suas tensões, seus desafios, seus sonhos e também rituais fantásticos à espera da chegada dos dias de festa.

A Camareira | México, EUA | Drama

Eve (Gabriela Cartol) é uma jovem mãe solteira que trabalha longas horas como camareira em um hotel de luxo na Cidade do México. Sonhando com uma vida melhor, ela se inscreve no programa de educação para adultos do hotel. Porém, logo percebe que nem sempre quem faz o trabalho pesado é recompensado.

Adam | Marrocos, França | Drama

Abla é uma mulher viúva e mãe de uma menina de dez anos de idade. Batalhando para sobreviver e conseguir um bom futuro para sua filha, ela começa um negócio vendendo pães e doces marroquinos. Quando uma jovem grávida aparece em sua porta buscando refúgio, ela se vê obrigada a repensar seu estilo pragmático de maternidade e tem sua vida mudada completamente.

Estaremos Sempre Juntos | França | Comédia

Preocupado com os rumos da vida, Max (François Cluzet) decide tirar um final de semana de folga em sua casa de praia. Mas seus planos são interrompidos com a chegada de Eric (Gilles Lellouche), Marie (Marion Cotillard), Vincent (Benoît Magimel), Isabelle (Pascale Arbillot) e Antoine (Laurent Lafitte), que planejavam uma festa de aniversário surpresa para ele. Depois de anos afastados, será que a amizade entre todos continua a mesma?

Diz A Ela que Me Viu Chorar | Brasil | Documentário

Por mais que suas trajetórias possam ter sido diferentes, o destino de todos eles, até então, é o mesmo: ser refém do próprio vício. Confinados em um prédio localizado em São Paulo, um grupo de viciados em crack luta para reconstruir a própria vida enquanto passa pela difícil fase da desintoxicação. Enquanto alguns encaram a situação com bom humor e otimismo, outros já viram dias melhores.