Netflix estuda meio de impedir compartilhamento de senhas de assinantes

A Netflix está estudando uma maneira de limitar o compartilhamento de senhas de seus assinantes. Segundo reportagem da revista americana Newsweek, a plataforma perde US$ 135 milhões todo mês com os usuários que dividem a mesma conta – e, portanto, pagam apenas por uma assinatura.

A informação foi confirmada por Greg Peters, um dos chefes da Netflix nos Estados Unidos. “Nós continuamos monitorando e estamos de olho na situação. Vamos procurar maneiras amigáveis de limitar esta prática”, disse ele.

A empresa explica que os planos que permitem que diferentes usuários acessem a Netflix ao mesmo tempo foram pensados para os que vivem na mesma casa. No entanto, a plataforma percebeu que muitas pessoas passaram a dividir login e senha com pessoas de outras residências.

Entretanto, os termos de uso da Netflix não permitem que os assinantes compartilhem o serviço com usuários que não vivem na mesma residência. O problema é a dificuldade para monitorar esse compartilhamento não permitido. Mas uma solução tecnológica, com identificação de IP, endereço Mac ou outros marcadores residenciais, pode ser implementada em breve.