Série do Senhor dos Anéis será gravada nos mesmos cenários dos filmes

A Nova Zelândia voltará a servir de paisagem para a Terra Média. A Amazon confirmou que o país será a locação de sua nova série “O Senhor dos Anéis”, conforme já se cogitava desde dezembro do ano passado.

Os três filmes da trilogia “O Senhor dos Anéis” feitos no início dos anos 2000, bem como a trilogia seguinte, “O Hobbit”, foram rodados na Nova Zelândia pelo diretor Peter Jackson. E as mesmas paisagens serão utilizadas na trama seriada.

“Enquanto procurávamos a locação na qual poderíamos dar vida à beleza primordial da segunda era da Terra Média, sabíamos que precisávamos encontrar um lugar majestoso, com litorais, florestas e montanhas imaculadas e que também abrigasse sets de primeira linha, estúdios e artesãos e outros profissionais habilidosos e experientes”, disseram os produtores-executivos J.D. Payne e Patrick McKay, justificando o retorno à Nova Zelândia em um comunicado.

“Esta é uma produção cobiçada e uma notícia fantástica para o setor cinematográfico da Nova Zelândia e para a nossa economia”, disse o ministro de Desenvolvimento Econômico, Phil Twyford, em um comunicado separado.

Mesmo antes de começar a ser gravada, a série já está sendo considerada a mais cara da história. Isto porque, só pelos direitos da obra, a Amazon teria desembolsado US$ 250 milhões, preço da produção de um blockbuster. O orçamento total está estimado em US$ 1 bilhão, que deverá cobrir cinco temporadas.

Para efeitos de comparação, a série mais cara da Netflix, “The Crown” teve um orçamento de US$ 130 milhões em sua 1ª temporada. Já a temporada final de seis episódios de “Game of Thrones” foi orçada em US$ 90 milhões – US$ 15 milhões por episódio.

A atração deve explorar histórias que se passam na Terra Média de Tolkien, mas ainda não foram contadas no cinema.

Segundo comunicado oficial da Amazon, a trama seria um prólogo, passado antes dos eventos de “A Sociedade do Anel”, o primeiro volume da trilogia. Ou seja, mostrará aventuras inéditas e originais passadas na Terra Média, com personagens conhecidos, numa trama situada entre as duas trilogias cinematográficas do universo de Tolkien, “O Hobbit” e “O Senhor dos Anéis”.

As gravações vão começar nos próximos meses, sob comando dos produtores-roteiristas JD Payne e Patrick McKay, que trabalharam nos filmes recentes da saga “Star Trek”.