It: Capítulo 2 tem um dos maiores lançamentos do ano no Brasil



“It: Capítulo 2” é o maior lançamento dos cinemas nesta quinta-feira (5/9). E põe grande nisso. A sequência do filme de 2017 terá uma das distribuições mais amplas do ano, estimada em quase 2 mil salas, atrás apenas de “Vingadores: Ultimato” – 2,7 mil telas, recorde do monopólio cinematográfico no país. Como o Brasil tem pouco mais de 3 mil cinemas, isso significa que muitos multiplexes vão passar o filme em mais de duas salas simultaneamente.

A expectativa é elevada, porque o primeiro “capítulo” se tornou o terror de maior bilheteria de todos os tempos – US$ 700 milhões de arrecadação mundial.

A trama foca a segunda parte do livro “It: A Coisa” de Stephen King, em que o Clube dos Perdedores volta a se reunir após 27 anos para, já adultos, enfrentar pela última vez o palhaço assassino. O elenco da fase adulta tem atores famosos, como Jessica Chastain, James McAvoy (ambos de “X-Men: Fênix Negra”) e Bill Hader (série “Barry”) nos papéis desempenhados pelas crianças do longa anterior. Mas, curiosamente, a crítica não gostou tanto da nova história, que apela para efeitos digitais, sacrificando o clima de medo e a influência spielberguiana do primeiro.

Com lançamento também marcado para este fim de semana nos Estados Unidos, o “Capítulo 2” atingiu 72% de aprovação nas primeiras 100 críticas compiladas pelo agregador Rotten Tomantoes, enquanto a primeira parte foi aprovada por 86%. Detalhe: considerando apenas os “top critics” (a imprensa propriamente dita), a continuação não passa dos 45% de aprovação.

O circuito alternativo oferece poucas opções – por falta de salas. Ao menos, apresenta “A Tabacaria”, de Nikolaus Leytner, que foi um dos últimos trabalhos do grande ator Bruno Ganz (“A Queda! As Últimas Horas de Hitler”). Ele interpreta o pai da psicanálise Sigmund Freud, um dos clientes da tabacaria do título. Mas a trama é centrada no jovem balconista que providencia seus charutos, apaixonado por uma artista de cabaré. Apesar dessa premissa, não se trata de uma comédia romântica. Ao contrário, explora o amadurecimento de seu protagonista durante a ascensão do nazismo em Viena – com 80% de aprovação no Rotten Tomatoes.

A lista também inclui algumas armadilhas para cinéfilos. “Vision”, novo filme da premiada cineasta japonesa Naomi Kawase (“Esplendor”), estrelado pela francesa Juliette Binoche (“Ghost in the Shell”), leva o estilo contemplativo da cineasta ao limite e passa longe de seus melhores esforços – registrou apenas 50% no RT. Já “Chicuarotes” pode atrair curiosos por ser dirigido pelo ator Gael Garcia Bernal (“Museu”). Entretanto, seus palhaços adolescentes assaltantes de ônibus e sequestradores de crianças são mais convencionais que a descrição sugere. Na verdade, o filme se dividiu entre decepcionar a crítica – 33% no RT – e agradar o público – 7,2 no IMDb.

Confira abaixo a lista completa das estreias da semana com suas sinopses e trailers.

It: Capítulo 2 | EUA | Terror

27 anos depois dos eventos de “It: A Coisa”, Mike (Isaiah Mustafa) percebe que o palhaço Pennywise (Bill Skarsgard) está de volta à cidade de Derry. Ele convoca os antigos amigos do Clube dos Perdedores para honrar a promessa de infância e acabar com o inimigo de uma vez por todas. Mas quando Bill (James McAvoy), Beverly (Jessica Chastain), Ritchie (Bill Hader), Ben (Jack Ryan) e Eddie (James Ransone) retornam às suas origens, eles precisam confrontar traumas nunca resolvidos de suas infâncias, e que repercutem até hoje na vida adulta.

A Tabacaria | Áustria, Alemanha | Drama


Um jovem de 17 anos chamado Franz (Simon Morzé) começa a trabalhar como aprendiz em uma tabacaria onde Sigmund Freud (Bruno Ganz) é um cliente frequente. Após um tempo, os dois estabelecem uma forte relação de amizade. Certa vez, o jovem se apaixona por uma moça, Anezka (Emma Drogunova), e começa a pedir conselhos amorosos para Freud, que, embora seja um renomado psicanalista, confirma que, até mesmo para ele, os mistérios femininos têm uma grande potência. Em meio a uma grave tensão política na Áustria e a ascensão do nazismo, os três personagens se vêem no dilema entre sair do país ou permanecer nele.

Vision | Japão, França | Drama

A ensaísta francesa Jeanne, que escreve diários de viagens, passa o verão na floresta Nara em busca da erva medicinal chamada Vision. Durante sua jornada, ela conhece o Satoshi e uma relação floresce enquanto as estações passam. Mas a verdadeira razão para a visita de Jeanne ao local ainda é desconhecida.

Chicuarotes | México | Drama

Cagalera (Benny Emmanuel) e Moloteco (Gabriel Carbajal) são dois amigos adolescentes que vivem em San Gregorio, bairro periférico da Cidade do México. Insatisfeitos com sua difícil situação financeira e status social, acabam se envolvendo com o mundo do crime ao executar pequenos delitos, na esperança de uma nova vida em outro lugar. Além das consequências de seus atos, os jovens precisam lidar com a falta de perspectiva na região e parentes abusivos que tornam a convivência no lar ainda mais problemática.

Corgi: Top Dog | Bélgica | Animação

O corgi Rex foi escolhido como “Top Dog”, o cachorro preferido da Rainha. Ele vive cercado de outros cachorros no Palácio de Buckingham, repleto de alimentos finos e outras mordomias. Quando uma visita do presidente Donald Trump à Inglaterra tem desdobramentos negativos graças a Rex, o cachorro abandona o Palácio e se aventura por Londres. No caminho, faz novos amigos no canil e se apaixona por Wanda, uma cadela prometida ao cão mais valente do local. Rex precisará reunir todos os esforços necessários para conquistar o amor da sua vida e voltar aos braços da Rainha.

O Corpo é Nosso! | Brasil | Documentário

O abismo existente entre a trajetória da desconstrução do corpo da mulher como objeto ainda é real. Este documentário traz à tona grande parte da questão da liberdade do corpo feminino, seja na música, dança ou na sexualidade, relacionada a desconstrução da visão de masculinidade a partir do feminismo. Inclusive, há a presença de episódios de ficção que mostram as atitudes ainda machistas, racistas e preconceituosas tomadas pelos homens e por grande parte da sociedade, sejam elas inconscientes ou não.



Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings