Canal Sony exibe filmes cultuados com curadoria de Quentin Tarantino


Quem sintonizar o canal pago Sony durante a madrugada desta semana pode achar que ganhou uma assinatura do Telecine Cult. Em vez daqueles filmes que repetem sem parar, a programação da meia-noite do canal está cheia de clássicos. O detalhe é que a seleção é uma curadoria de ninguém menos que Quentin Tarantino.

Começou na segunda (5/8), com a exibição de “Bob & Carol & Ted & Alice” (1969), segue nesta terça com “Flor de Cacto” (1969), emenda na quarta com “Easy Rider – Sem Destino” (1969) e continua diariamente com “Model Shop – O Segredo íntimo de Lola” (1968), “À Procura da Verdade” (1970), “Arma Secreta contra Matt Helm” (1968), “Encontro Fatal em Lisboa” (1968), “Sangue de Pistoleiro” (1958) e “Bandoleiros do Arizona” (1965). Os quatro últimos serão apresentados como sessão dupla no sábado e no domingo (11/8).


Os filmes foram selecionados por Tarantino como exemplos do que influenciou a criação de seu novo longa-metragem, “Era Uma Vez em Hollywood”, que se passa em 1969 e aborda a indústria cinematográfica americana num momento de transformação radical. Um dos títulos selecionados, “Arma Secreta contra Matt Helm”, é estrelado por Sharon Tate, atriz que é personagem de “Era Uma Vez em Hollywood”, interpretada por Margot Robbie.

“Era Uma Vez em Hollywood” tem estreia marcada para 15 de agosto no Brasil.



blank

Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings