Martin Scorsese pode juntar Leonardo DiCaprio e Robert De Niro em seu próximo filme

O diretor Martin Scorsese já começou a escolher locações para seu próximo filme, “Killers of the Flower Moon”. Ele postou fotos desse trabalho em seu Instagram, registrando imagens do interior de Oklahoma, nos Estados Unidos.

E conforme as filmagens se aproximam, os boatos sobre o elenco ganham mais força. Segundo apurou o site Deadline, a produção pode ser a primeira a juntar os dois atores favoritos do diretor, Leornardo DiCaprio, já confirmado no elenco, e Robert De Niro, que negocia sua participação.

Caso De Niro assine o contrato, será o segundo longa seguido que ele fará com Scorsese, após um hiato de 25 anos nas colaborações da dupla. O ator é o protagonista de “O Irlandês”, que Scorsese filmou com produção da Netflix e que foi selecionado para abrir o Festival de Nova York, em 27 de setembro. DiCaprio virou o favorito do diretor após estrelar “Gangues de Nova York” em 2002 e “Killers of the Flower Moon” será o sexto filme compartilhado pelos dois.

A produção é baseada no livro homônimo de David Grann (autor de “Z: A Cidade Perdida”), que disseca uma sucessão de misteriosos assassinatos durante o boom do petróleo da década de 1920 na região de Oklahoma. A obra foi lançada no Brasil com o título “Assassinos da Lua das Flores”.

Os direitos do livro foram adquiridos por US$ 5 milhões em 2016 e o roteiro vinha sendo escrito pelo veterano Eric Roth (vencedor do Oscar por “Forrest Gump”) desde então.

A trama envolve o massacre da nação Osage, tribo indígena dos EUA, durante a década de 1920. Considerado “um dos crimes mais chocantes da história americana”, a morte de quase todos os membros da tribo ocorreu pouco depois da descoberta de petróleo em suas terras. O caso gerou uma das primeiras grandes investigações da história do FBI, fundado em 1908.