Tubarão artificial do filme de Spielberg é restaurado pelo museu da Academia de Cinema dos EUA



O tubarão artificial usado em cenas do clássico “Tubarão” (1975), de Steven Spielberg, foi incorporado ao acervo do museu da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, em Los Angeles, que ainda está em construção.

Batizado de “Bruce”, ele é último sobrevivente entre os vários tubarões artificiais diferentes usados durante as filmagens do longa de 1975, muitos dos quais simplesmente entraram em curto e afundaram no mar.

O tubarão artificial foi doado à instituição por Nathan Adlen, que por sua vez o herdou do seu pai, Sam, que o conseguiu quando o estúdio jogou fora vários carros antigos e acessórios usados em filmes.

“Bruce” foi totalmente restaurado para a exibição. E o museu postou algumas fotos do processo (veja abaixo), mostrando o antes e depois dos trabalhos de restauração, a cargo do especialista Greg Nicotero, conhecido por criar as maquiagens dos zumbis de “The Walking Dead”.

Apesar de a restauração estar completa, “Bruce” só poderá ser visto de perto a partir de 2020.



O museu da Academia ainda foi oficialmente aberto para o público, e isso só deve acontecer após a cerimônia do Oscar do ano que vem, que ocorre em 9 de fevereiro.



Pedro Prado é cinéfilo, fã de séries e quadrinhos, fotógrafo amador e bom amigo da vizinhança.



Back to site top
Change privacy settings