Jussie Smollett responderá por 16 crimes após suspeita de forjar atentado contra si mesmo



O ator Jussie Smollett, da série “Empire”, responderá por 16 crimes diante de um júri popular em Chicago, após ser indiciado sob suspeita de forjar um atentado contra si mesmo, alardeando ser vítima de crime de ódio. A promotoria não revelou as acusações para a imprensa americana, mas o jornalismo local da rede CBS obteve a informação preliminar.

Para complicar sua situação, Smollett já foi processado anteriormente, o que abre a possibilidade de uma pena de três anos de detenção.

Ele chegou a ser preso, pagou US$ 100 mil de fiança para ser libertado, entregou seu passaporte para a polícia e aguarda o julgamento. O ator é esperado na corte de Chicago na próxima quinta (14/3).

A expectativa é que a história mirabolante comece a fazer mais sentido durante o julgamento, que deve se tornar uma sensação midiática.

Abertamente gay, Smollett disse ter sido agredido por dois homens que gritavam palavras racistas e homofóbicas, ao sair de um restaurante em 29 de janeiro, e o caso inspirou uma grande onda de solidariedade.



Mas apesar de testemunhar que seus agressores eram brancos, as autoridades prenderam dois homens negros, de origem nigeriana, como suspeitos. Eles são irmãos e pelo menos um deles já trabalhou como figurante na série da rede Fox. A polícia teria encontrado evidências em suas casas e eles se tornaram colaboradores da investigação, transformando o próprio ator em suspeito.

A polícia de Chicago diz que chegou aos dois irmãos nigerianos por meio do complexo sistema de vigilância por vídeo que existe em Chicago. Os vídeos foram elogiadíssimos no detalhamento de como os investigadores conseguiram identificar os suspeitos. Entretanto, nenhum vídeo da agressão foi visto, embora ela tenha ocorrido diante de câmeras – estariam viradas para o lado errado.

Ao prender o ator, a polícia de Chicago afirmou que o ataque foi “um golpe publicitário” para chamar atenção visando obter um aumento de salário. Mas a revista The Hollywood Reporter fez sua própria investigação sobre essas afirmações e descobriu que Smollett já tem um dos maiores salários do elenco de “Empire”, tinha conseguido aumento recente e não negociava com os produtores por mais dinheiro. Nem seus agentes nem a Fox sabiam que ele queria receber mais.

Antes desta hipótese ser apresentada, a investigação teria vazado que o objetivo do falso ataque seria evitar que ele fosse dispensado da série. Só que os roteiristas de “Empire” e a rede Fox também rechaçaram essa teoria, alegando que nunca houve planos para dispensá-lo.

O ator segue dizendo-se inocente. E a Fox ainda não o dispensou. Mas, por via das dúvidas, ele foi cortado dos episódios finais da 5ª temporada.



Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings