Spirit Awards 2019: Confira os vídeos dos melhores momentos da premiação do cinema indie dos EUA

A consagração de “Se a Rua Beale Falasse” no Spirit Awards 2019 não foi transmitida para o Brasil. Mas o Film Independent, organização responsável pela premiação que é considerada o “Oscar do cinema independente”, disponibilizou os principais momentos do evento no YouTube.

Sem preocupação com limite de tempo para os agradecimentos, já que foi exibido por um canal pago indie (IFC) nos Estados Unidos, a cerimônia teve de tudo, de vencedor agradecendo por carta (Ethan Hawke, Melhor Ator, ausente) até cachorro no palco, levado pela atriz Glenn Close.

Mas os destaques foram mesmo os discursos. E o melhor deles pertenceu ao cineasta Barry Jenkins, vencedor do troféu de Melhor Direção pelo grande campeão da tarde.

Ao subir no palco para agradecer o reconhecimento por seu trabalho em “Se a Rua Beale Falasse”, ele soltou um inacreditável “Eu não vou mentir, não queria ter vencido este prêmio”. Após revelar que torcia pela vitória de uma das três cineastas femininas com quem disputava, disse que gostaria que mais mulheres fosse contratadas para equipes técnicas de filmes, e passou a agradecer e elogiar todos os membros femininos de sua equipe. Lembrou, ainda, que uma de suas concorrentes, Tamara Jenkins (“Mais uma Chance”), lhe deu muito atenção e orientação quando ele era apenas um cineasta aspirante sem nada para mostrar, e isso o ajudou muito a começar.

O agradecimento final foi para a produtora Megan Ellison, do estúdio Annapurna, lembrando que são poucos os produtores que investem em filmes de cineastas negros, e que eles eram capazes de fazer grandes obras se encontrassem maior apoio financeiro.

Confira abaixo os principais momentos da premiação, que aconteceu na tarde deste sábado (23/2), com apresentação da atriz Aubrey Plaza (“Legion”), numa tenda montada na praia de Santa Monica, na Califórnia.

Abertura: Film Independent Spirit Awards 2019

Monólogo de Abertura: Aubrey Plaza

Melhor Filme: “Se a Rua Beale Falasse”

Melhor Direção: Barry Jenkins (“Se a Rua Beale Falasse”)

Melhor Atriz: Glenn Close (“A Esposa”)

Melhor Ator: Ethan Hawke (“No Coração da Escuridão”)

Melhor Atriz Coadjuvante: Regina King (“Se a Rua Beale Falasse”)

Melhor Ator Coadjuvante: Richard E. Grant (“Poderia Me Perdoar?”)

Melhor Roteiro: Nicole Holofcener e Jeff Whitty (“Poderia me Perdoar?”)

Melhor Fotografia: Sayombhu Mukdeeprom (“Suspiria”)

Melhor Edição: Joe Bini (“Você Nunca Esteve Realmente Aqui”)

Melhor Documentário: “Won’t You Be My Neighbor?”

Prêmio Robert Altman (melhor conjunto de elenco e diretor): “Suspiria”

Melhor Filme Internacional: “Roma” (México)

Melhor Filme de Estreia: “Sorry to Bother You”

Roteirista Revelação: Bo Burnham (“Oitava Série”)

Prêmio John Cassavetes (melhor filme feito por menos de US$ 500 mil): “En el Séptimo Día”

Prêmio Bonnie de Cineasta Feminina: Debra Granik (“Não Deixe Rastros”)

Número Musical: Shangela