Série F.B.I. vai ganhar spin-off com atriz de Game of Thrones



A série “F.B.I” confirmou rapidamente que é uma produção de Dick Wolf. Conhecido como fábrica de franquias policiais, Wolf também criou “Law & Order” e “Chicago Fire”, que deram origem a diversas séries derivadas. E agora a rede CBS encomendou outro projeto de spin-off do produtor, o primeiro derivado da novata “F.B.I”, recém-lançada na emissora.

Intitulada “F.B.I: Most Wanted”, a produção já começou a escalar o elenco, que será encabeçado por Keisha Castle-Hughes (Obara Sand em “Game of Thrones”) e Julian McMahon (Jonah em “Fugitivos”).

A série em potencial – cujo piloto vai ao ar no final desta temporada como um episódio regular de “F.B.I.” – vai acompanhar a divisão do FBI responsável por rastrear e capturar os criminosos mais procurados dos Estados Unidos. Dick Wolf vai co-escrever o piloto com o colaborador de longa data Rene Balcer (de “Law & Order”).

Castle-Hughes vai interpretar Lynn Khanna, uma analista do FBI que vem de uma família conservadora de Dallas. Descrita como uma alma velha, mas brincalhona, Lynn é um mestre em informática e engenharia social que possui um senso de humor agudo.



Já o eterno vilão McMahon vai interpretar um policial, para variar: Jess Lacroix, que supervisiona a unidade dos mais procurados do FBI.

A série “F.B.I.” foi um dos maiores sucessos entre as estreias da atual temporada americana. Estrelada por Missy Peregrym (“Van Helsing”), tem audiência consolidada em 9 milhões de telespectadores, o melhor desempenho entre as novidades da CBS em 2018.

Caso o spin-off vire série, Dick Wolf inaugurá uma sucursal de seu império na programação da CBS. A maioria das suas séries são exibidas na NBC, que transmite “Chicago Fire”, “Chicago P.D.”, “Chicago Med”, “Law & Order: SVU” e já programou a vindoura “Law & Order: Hate Crimes”. Além disso, ele também desenvolve o piloto do remake da série clássica “New York Undercover” para a rede ABC.



Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings