Guerra Fria vence prêmio do Sindicado dos Diretores de Fotografia



Na disputa da fotografia em preto e branco mais bela do ano, “Guerra Fria” levou a melhor sobre “Roma” na opinião de quem entende, os cinematógrafos de Hollywood. A produção polonesa venceu o ASC Awards, prêmio do Sindicato dos Diretores de Fotografia dos Estados Unidos.

Foi o segundo prêmio do Sindicato para o cinematógrafo Lukasz Zal, que já tinha vencido anteriormente por outro drama em preto e branco do diretor Pawel Pawlikowski, “Ida” (2013). Mas, na ocasião, Zal venceu na categoria “Spotlight”, para lançamentos limitados.

Desta vez, conquistou o troféu principal, derrotando o favorito Alfonso Cuarón, que filmou “Roma”, além dos cinematógrafos de de “Nasce uma Estrela”, “A Favorita” e “O Primeiro Homem”.

Nos últimos 10 anos, o vencedor da premiação dos cinematógrafos coincidiu seis vezes com o premiado pelo Oscar da categoria.

Nas categorias televisivas, a série “The Handmaid’s Tale”, que foi indicada por dois episódios diferentes, perdeu para “The Crown” como Melhor Direção de Fotografia em Série Premium.
Confira abaixo a lista completa dos premiados.



Melhor Direção de Fotografia – Cinema
Lukasz Zal – “Guerra Fria”

Melhor Direção de Fotografia – Circuito Limitado (Troféu Spotlight)
Giorgi Shvelidze – “Namme”

Melhor Direção de Fotografia – Série de TV Premium
Adriano Goldman – “The Crown: Beryl”

Melhor Direção de Fotografia – Série de TV Comercial
Jon Joffin – “Beyond: Two Zero One”

Melhor Direção de Fotografia – Minissérie, Telefilme ou Piloto para TV
James Friend – “Patrick Melrose: Bad News”


Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings