Amazon vai produzir série sobre escândalo da FIFA e nova versão de Christiane F.

A Amazon resolveu acompanhar o processo de internacionalização que tem impulsionado a Netflix e anunciou o investimento na produção de 17 séries de sete países (Alemanha, Espanha, Grã-Bretanha, Índia, Itália, Japão e México).

Desenvolvida pela produtora do cineasta chileno Pablo Larrain (“Uma Mulher fantástica”) e a francesa Gaumont (“Narcos”), “El Presidente” contará a história dos escândalos envolvendo a Federação Internacional de Futebol, a partir da ascensão do presidente de um pequeno clube chileno. A produção “mexicana” começa no ano que vem.

Outra série de tema polêmico e conhecido será inspirada no livro “Eu, Christiane F., 13 Anos, Drogada e Prostituída”, de 1978, que virou um filme cultuado de 1981 – com participação de David Bowie. A produção alemã ficará a cargo de Oliver Berben (“Perfume”) e Sophie von Uslar (“NSU – German History X”), com roteiro de Annette Hess (“Weissensee”) e direção de Philipp Kadelbach (“Os Filhos da Guerra”).

A produção britânica “Power” vai adaptar o livro “O Poder”, de Naomi Alderman, que mostra uma realidade alternativa em que as mulheres são o sexo forte, invertendo o domínio masculino.

Da Índia vem “The Last Hour”, thriller sobrenatural passado nos Himalaias.

E há mais projetos, com detalhes ainda não divulgados, com destaque para a “franquia global” dos irmãos Russo, diretores de “Vingadores: Guerra Infinita” e do vindouro “Vingadores: Ultimato” (saiba mais aqui).

“Sabemos que o público do Prime Video em todo o mundo quer ver histórias autênticas, que se passam em seus próprios países e trazem personagens que refletem suas experiências e diversidade”, disse Jennifer Salke, diretora do Amazon Studios, em comunicado sobre a iniciativa.