Trailer americano de Homem-Aranha: Longe de Casa é maior e bem diferente da versão nacional


A Sony divulgou trailers completamente diferentes de “Homem-Aranha: Longe de Casa” para os Estados Unidos e o resto do mundo. O vídeo americano tem quase um minuto a mais que a versão disponibilizada com legendas e dublagem em português no Brasil. Compare abaixo.

São várias cenas distintas, em especial o começo, que mostra como a Tia May (Marisa Tomei) está lidando com a descoberta de que seu sobrinho Peter Parker (Tom Holland) é o Homem-Aranha. Mais jovem de todas as May Parkers do cinema, ela também aparece flertando com Happy Hogan (Jon Favreau) para constrangimento do herói.

A trama justifica o título ao mostrar o Peter numa viagem com sua turma de colégio pela Europa. Mas já na primeira parada, Nick Fury (Samuel L. Jackson) aparece para interromper as férias, alistando-o numa missão.

O vídeo ainda mostra Maria Hill (Cobie Smulders), novos uniformes aracnídeos (cortesia da SHIELD), monstros elementais e a estreia de Mysterio (Jake Gyllenhaal), que surge de traje à rigor, com a capa e o capacete dos quadrinhos.

O detalhe é que Mysterio não entra em cena como vilão, mas para lutar ao lado do herói. Claro que jogar com as aparências é a especialidade desse personagem, que pode muito bem estar por trás dos efeitos especiais das criaturas.


Vale observar ainda que Liz Allan (Laura Harrier), a namoradinha de Peter Parker, simplesmente sumiu de cena. Os roteiristas preferem apostar na química do protagonista com Michelle Jones (Zendaya), personagem criada para o filme anterior, mas que é referenciada pelas famosas iniciais M.J. (de Mary Jane… Watson).

Novamente escrito por Erik Sommers e Chris McKenna, e com direção de Jon Watts, responsáveis pelo filme anterior, “Homem-Aranha: Longe de Casa” estreia em 4 de julho Brasil, um dia antes do lançamento nos Estados Unidos.



Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings