James Wan se declara em dívida eterna com Jason Momoa pelo sucesso de Aquaman


O diretor James Wan foi ao Twitter agradecer à equipe e aos fãs de “Aquaman” pela incrível marca de US$ 1 bilhão nas bilheterias mundiais, atingida neste domingo (13/1). Com este feito, o filme atingiu a segunda maior arrecadação de uma adaptação de quadrinhos da DC Comics – atrás apenas de “Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge”.

Entre os diversos posts, ele dedicou espaço especial para destacar a contribuição do ator Jason Momoa ao papel.

“Eu terei para sempre um débito eterno com Jason Momoa por transformar Aquaman num dos super-heróis mais legais do cinema, e por se transformar no padrão de ouro deste personagem para muitas gerações que ainda estão por vir”, declarou o diretor.

Dizendo se sentir “humilde” diante da repercussão global do filme, ele ainda chamou atenção para o fato de “Aquaman” ser um sucesso dirigido e estrelado por pessoas de cor (POC, no jargão inglês). E terminou agradecendo “nas palavras do próprio Aquaman: Mahalo”.

Vale lembrar que “Aquaman” foi o segundo filme bilionário da carreira de James Wan, que já havia ultrapassado essa marca antes com “Velozes e Furiosos 7”, em 2015.



Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings