Diretor de Aquaman pede para fãs pararem de atacar quem não gostou do filme


O sucesso de “Aquaman” nas bilheterias está alimentando ódio nas redes sociais. Muita gente que não gostou do filme tem empilhado comentários negativos no perfil do diretor James Wan, ao mesmo tempo em que os fãs do longa tem feito ataques virulentos contra perfis que demonstram não considerar “Aquaman” o melhor filme de quadrinhos de todos os tempos.

O próprio James Wan decidiu se manifestar ao perceber o acirramento. Ele pediu aos fãs de seu filme que parem de intimidar aqueles que não gostaram da adaptação.

“Chegou ao meu conhecimento que algumas pessoas estão sendo assediadas por alguns fãs por não gostar de ‘Aquaman'”, ele tuitou na tarde de domingo (30/12). “Por favor, não façam isso. Não é o tipo de apoio que eu quero. Sejam respeitosos. E vice-versa, pois não tem problema se você não gostar do meu filme, mas não há necessidade de me atacar pessoalmente, ou me marcar em posts de ódio. Paz”, ele concluiu.

“Aquaman” causou grande impacto nas bilheterias, caindo apenas 24% em seu segundo fim de semana em cartaz na América do Norte e atingindo quase US$ 750 milhões mundiais.

Como muitos viram o filme, a discussão de suas qualidades e defeitos acabou se multiplicando nas redes sociais, provocando debates acalorados entre defensores e detratores sobre cada aspecto da produção, desde os diálogos até a ação e os efeitos visuais.



A adaptação dos quadrinhos estrelada por Jason Momoa no papel-título deve se tornar o lançamento mais bem-sucedido do universo cinematográfico da DC Comics até o próximo fim de semana.


Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings