2018 registrou a maior bilheteria total de cinema de todos os tempos



O ano de 2018 termina com um recorde. A arrecadação mundial da indústria cinematográfica foi a maior já registrada em todos os tempos.

De acordo com um relatório da consultoria comScore, a bilheteria projetada até 31 de dezembro prevê um faturamento total de US$ 41,7B (bilhões). O valor supera o recorde anterior, registrado no ano passado, o primeiro em que o montante ultrapassou os US$ 40B – US$ 40,6B exatamente.

O crescimento se deve principalmente ao mercado norte-americano, que aumentou seu faturamento em 7% em relação ao ano passado, enquanto o setor internacional subiu apenas 1%. Os países que mais arrecadaram foram Estados Unidos/Canadá (que unificam suas bilheterias), China e também o Brasil.



A Disney foi responsável por três das cinco maiores bilheterias do ano (“Vingadores: Guerra Infinita”, “Pantera Negra” e “Os Incríveis 2”), enquanto a Fox, que foi comprada pela Disney contribuiu com um título no Top 5 (“Deadpool 2”) e a Universal com outro (“Jurassic World: Reino Ameaçado”).

Mas o ano também foi marcado por surpresas, com sucessos maiores que o esperado de filmes realizados com pouco ou médio investimento, como “Podres de Rico”, “Um Lugar Silencioso”, “Bohemian Rhapsody”, “Nasce uma Estrela” e “A Freira”.


Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings