Bella Thorne denuncia ter sofrido bullying da produção da série Famous in Love

A atriz Bella Thorne afirmou ter sofrido bullying da produção da série “Famous in Love”, que ela estrelou no canal pago americano Freeform por duas temporadas. Em entrevista ao jornal Los Angeles Times, ela denunciou que foi chamada de “feia e gorda” por executivos do canal, que pertence à Disney, via e-mail.

Segundo Thorne, a emissora a definia como “incontrolável e louca” e a rotulou de diva, “porque eles estavam com medo que eu fosse abrir o bico se me irritassem. Eles me chamaram de ‘feia e gorda’ em e-mails”, comentou.

“Quando você tem uma garota jovem como protagonista da sua série, você não pode soltar insultos assim. Esse tipo de coisa pode fazê-la se sentir muito mal consigo mesma”, continuou a atriz, que já lutou contra a depressão.

“Uma vez não foi por e-mail, mas sim no set, na frente de todo mundo. E o elenco não sabia o que estava acontecendo antes disso, então eles ficaram chocados. Eles me mandaram mensagens pedindo desculpas e dizendo ‘eu não acredito que eles fizeram isso com você'”, contou ainda.

Thorne disse que confrontou a produção sobre o caso e os insultos por e-mail, e que a Freeform prometeu que tudo mudaria na 2ª temporada. “Basta dizer que isso não aconteceu”, revelou a atriz.

Quando o cancelamento da série foi anunciado pela Freeform em junho, a revista The Hollywood Reporter noticiou que o fim abrupto da trama podia ter sido por conta de “brigas entre Thorne e a showrunner I. Marlene King”. A roteirista e produtora, que também criou “Pretty Little Liars”, maior sucesso do canal (e que vai ganhar spin-off), negou tudo no Twitter.

Após a publicação da entrevista do Los Angeles Times, vários veículos da imprensa americana buscaram confirmar a história junto ao canal pago Freeform, que ofereceu, em resposta, o tradicional “sem comentários”. O que não é uma negação.