Milhares de sites distorcem frase “bombástica” de Catherine Zeta-Jones sem a menor vergonha

Loucos por cliques, milhares de sites propagaram uma distorção indefensável de uma frase de Catherine Zeta-Jones, que rendeu uma profusão de manchetes sensacionalistas e uma pseudo-polêmica envolvendo a atriz neste fim de semana. Uma rápida pesquisa no Google aponta nada menos que 2 mil artigos propagando o texto inflamatório.

A grande ironia é que a estrela de cinema se tornou uma Maria Antonieta moderna, segundo a caixa de reverberação das redes sociais, por conta de uma frase que, em seu contexto correto, foi bastante aplaudida.

A frase que se tornou malvista é a seguinte: “Estou farta de ser humilde. Eu realmente estou. Sinto muito se sou rica. Sinto muito se sou casada com um astro de cinema. Sinto muito por não ser feia. Chega de desculpas. Basta!”

A atriz teria feito esse desabafo supostamente numa entrevista realizada na sexta-feira (15/6) para o tabloide sensacionalista The Mirror.

Mas tem um detalhe. O jornal que costuma informar coisas como a escalação de Megan Fox no papel de Batgirl em “Batman – O Cavaleiro das Trevas Ressurge” (2012) jamais entrevistou a atriz. Sem citar a origem, o jornal usou uma frase fora de contexto para atrair cliques. E conseguiu, dando razão em quem desacredita na imprensa sensacionalista.

A versão integral da frase foi proferida em maio, durante um evento do SAG-AFTRA, o Sindicato dos Atores dos Estados Unidos. Em uma conversa de cerca de uma hora de duração, Zeta-Jones abordou o fato de ter sido muito humilde ao longo da carreira, até que a maturidade a permitiu repensar a situação e lhe empoderar para decidir seu destino e seu valor pessoal.

“Eu venho de uma família de classe trabalhadora no País de Gales e trabalhei duro para chegar onde estou”, ela disse à platéia, numa descrição pessoal que não tem nada de Rainha da França. “E acho que todos nós somos vítimas da nossa humildade… Nos esquecemos do trabalho e das dificuldades que tivemos que enfrentar para chegar onde chegamos e os sacrifícios que fizemos”, ela continuou.

Na conversa, Zeta-Jones apontou a importância de não deixar que o medo a detivesse quando sua carreira parou de progredir.

“Você sabe o que me moldou como atriz? Ficar mais velha. É verdade, pelo simples fato de não ter mais medo”, disse ela. “Eu realmente perdi meu tesão… não na carreira, mas aqui na minha barriga. Em algum lugar do meio, fiquei assustada novamente e comecei a me questionar como atriz e minhas escolhas”, ela ponderou, explicando que chegou à conclusão de que isso se devia ao fato de ter sido destemida na juventude, mas aos poucos foi buscando aprovação e voltou a ter medo do que os outros pensavam. “À medida que amadureci como mulher, como ser humano, como mãe, como esposa, como pessoa no planeta, percebi que não estava mais com medo. Eu deixei de ficar assustada. Porque uma coisa que eu não sou mais é humilde”.

“Estou farto de ser humilde”, disse ela a uma multidão que aplaudiu a frase. “Eu realmente estou. ‘Sinto muito se sou rica. Sinto muito se sou casada com um astro de cinema. Sinto muito por não ser tão feia. Chega de desculpas. Basta! Tudo o que é importante para mim agora é o meu trabalho”.

Ela falava de como deixou de pedir desculpas de tudo o que construiu na vida, perdendo o medo de não ser apreciada por seu talento para lembrar que lutou muito para atingir o ponto de merecer respeito.

A atriz vencedora do Oscar continuou: “Vocês sabem como é. Se não fôssemos atores, se fôssemos estrelas do esporte e ganhássemos um prêmio, nós iríamos dizer ‘P’rra, yeah! Esse foi o melhor trabalho que já fiz! Eu arrebentei!’ Mas, como somos atores, falamos ‘Oh, me desculpe e obrigado. Posso dizer obrigado?’ Não!”.

“Eu fico feliz fazendo um bom trabalho em torno de pessoas boas e sem idiotas”, acrescentou. “Isso é o que eu amo e o resto da minha vida também é uma alegria porque eu tenho dois filhos lindos e um marido saudável e feliz. E está tudo bem, porque eu não vou ser humilde por isso também!”

O público aprovou suas palavras com muitos aplausos, como se pode conferir no vídeo abaixo, em torno da marca de 44 minutos.

Isto é contexto e esta é a verdade. O resto são os outros sites.