LA’s Finest: Spin-off de Bad Boys com Gabrielle Union e Jessica Alba vai virar série



“LA’s Finest”, o projeto do spin-off da franquia cinematográfica “Bad Boys”, ressurgiu das cinzas e vai virar série.

Após o piloto ser rejeitado pela rede americana NBC, a Sony fechou acordo para exibir a atração no Canadá com a Bell Media, dona da rede canadense CTV. E negocia com a Charter Communications para a produção se tornar sua primeira série, numa diversificação de atividades da terceira maior provedora de acesso a canais pagos e banda larga dos Estados Unidos – e que desde 2016 tem a Warner como principal sócia.

A série pretende continuar o universo de “Bad Boys”, que rendeu dois filmes estrelados por Will Smith e Martin Lawrence há mais de 15 anos.

A trama é centrada na personagem Syd Burnett, irmã do detetive Marcus Burnett (Martin Lawrence), introduzida em “Bad Boys 2” (2003), que assim como no filme será interpretada pela atriz Gabrielle Union.



Mas ela não é a única estrela da produção. Também replicando a dinâmica do cinema, a série terá duas protagonistas. E o papel de parceira de Syd representa o retorno de Jessica Alba (“Sin City”, “Machete”) para a TV, 16 anos após o final da série sci-fi “Dark Angel” (2000–2002).

“LA’s Finest” foi desenvolvida pelos roteiristas Brandon Margolis e Brandon Sonnier (ambos da série “The Blacklist”) e sua produção está a cargo de Jerry Bruckheimer (da franquia “CSI”), que produziu os filmes.

Segundo apurou o site The Hollywood Reporter, a NBC desistiu do projeto devido a impasses na negociação com Sony TV, que pediu muito caro pela produção. Ou seja, não houve rejeição do piloto e sim dos custos. Por conta disso, a Sony decidiu levar o projeto para outros interessados.

O acordo fechado com uma rede canadense pode, inclusive, apontar outro modo de desenvolver atrações e vender projetos diretamente para o mercado internacional, uma experiência que pode revolucionar a produção televisiva dos Estados Unidos.


Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings