Trailer legendado da 2ª temporada de Luke Cage revela novo vilão superpoderoso



A Netflix divulgou o pôster nacional e o primeiro trailer legendado da 2ª temporada de “Luke Cage”. A prévia não mostra a participação de Danny Rand (Finn Jones), o Punho de Ferro, antecipada em fotos oficiais, nem a mafiosa Rosalie Carbone, supostamente grande vilã dos novos episódios, vivida por Annabella Sciorra (da série “Família Soprano”). Mas traz duas surpresas.

A primeira é a participação de Reg E. Cathey (1958–2018) em seu último papel, como pai de Luke Cage (Mike Colter). Sua voz imponente narra o vídeo e ele aparece ao final.

A segunda é o novo vilão da trama, tão poderoso que é capaz de nocautear até o indestrutível protagonista. Trata-se do Bushmaster, que não teve seu nome traduzido, apesar de ser conhecido nos quadrinhos nacionais como Cobra Venenosa. Ele é interpretado por Mustafa Shakir (da série “The Night Of”).

O trailer não deixa claro qual dos irmãos McIver é este Bushmaster/Cobra Venenosa, já que os dois adotaram o mesmo nome ao entrarem no crime. Nos quadrinhos, é o mais velho, John McIver, o primeiro Cobra Venenosa, que se envolve com Luke Cage, Punho de Ferro, Misty Knight e até Claire Temple, todos presentes na 2ª temporada da série – as duas últimas vividas por Simone Missick e Rosario Dawson. Esta versão do personagem foi introduzida nos quadrinhos do Homem de Ferro em 1977, criada pela dupla dinâmica Chris Claremont e John Byrne.

Os novos episódios ainda vão trazer Sombra da Noite, uma vilã clássica do Capitão América, criada em 1973 por Steve Englehart e Alan Weiss como uma cientista que transformava pessoas em lobisomens. Desde então, ela tem alternado aparições como antagonista e aliada de heróis como Luke Cage e o Pantera Negra. A personagem será interpretada por Gabrielle Dennis (da série “Rosewood”).



Além destes antagonistas, Hernan “Shades” Alvarez (Theo Rossi) e Mariah Dillard (Alfre Woodard) ainda continuam na trama.

A 2ª temporada de “Luke Cage” estreia em 22 de junho.


Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings