Lucifer: Veja uma cena inédita do episódio “bônus” de Lucifer

A Fox divulgou uma cena inédita da exibição “bônus” de “Lucifer”, que será exibido nos Estados Unidos na segunda (28/8).

De forma curiosa, a prévia faz menção ao primeiro caso da atração, o assassinato de Delilah (vivida por AnnaLynne McCord no piloto), uma estrela de Hollywood que era amiga de Lucifer (Tom Ellis) e foi morta diante da boate Lux. Isto significa que a cena faz parte da trama de reboot/universo alternativo, que tem direção de Kevin Alejandro (intérprete do detetive Dan).

Os episódios bônus foram gravados para a 4ª temporada antes da Fox anunciar o cancelamento da série. O produtor Joe Henderson chegou a descrevê-los como dois dos melhores capítulos já produzidos para “Lucifer” e temia que o cancelamento os deixasse no limbo.

Como a série não terá 4ª temporada, a Fox resolveu aproveitar os episódios prontos para exibi-los como um especial de duas horas.

Ambos trazem histórias completas, que não seriam exibidas no começo da próxima temporada, caso ela tivesse sido confirmada. Portanto, não abordam o cliffhanger do final da 3ª temporada.

De todo modo, os “bônus” incluem participações curiosas e um deles serve até como um encerramento espetacular para a série.

O primeiro, chamado de “Boo Normal”, acompanha Lúcifer (Tom Ellis) e sua equipe investigando o assassinado de uma pediatra, e conta com participação de Charlyne Yi, atriz da série “House”, como uma amiga de Ella (Aimee Garcia), que pode ser uma fantasma.

Já o segundo, batizado de “Once Upon a Time”, mostrará uma dimensão alternativa criada pela mãe de Lúcifer (Tricia Helfer), onde o anjo caído nunca conheceu Chloe (Lauren German) mas tem livre arbítrio. A grande curiosidade deste episódio é que ele é “narrado” por Deus, que por sua vez é dublado pelo escritor Neil Gaiman – o próprio criador de Lúcifer nas páginas de “Sandman”, publicação de quadrinhos da Vertigo.

É o episódio dirigido por Alejandro, que ainda tem a curiosidade de se aproximar de uma história dos quadrinhos originais, algo que raramente a série realizou. Justamente no arco final de sua revista própria, Lucifer criou um mundo alternativo, para provar que seria capaz de realizar algo melhor que Deus.

Os episódios adicionais serão exibidos no mesmo dia, um após o outro, nesta segunda nos Estados Unidos, e não tem previsão para chegar ao Brasil. O canal pago Universal começou a exibir a 3ª e última temporada de “Lucifer” no país em 16 de maio.