Diretor de Invocação do Mal desenvolve série do Monstro do Pântano



A nova plataforma de streaming da DC Comics, recém-batizada de DC Universe, anunciou a produção de uma série do Monstro do Pântano (Swamp Thing), que inclusive já tem até logotipo (veja abaixo).

O responsável pela produção é ninguém menos que James Wan, especialista em filmes de terror. O diretor da franquia “Invocação do Mal” vai desenvolver a série por meio de sua empresa, Atomic Monster, em parceria com a Warner. Ele tem uma boa relação com os executivos da DC e da Warner, já que seu próximo filme será “Aquaman”, previsto para dezembro.

Não é a primeira vez que um mestre do terror se envolve com o monstro mais famoso da DC. Wes Craven, responsável pelas franquias “A Hora do Pesadelo” e “Pânico”, lançou um filme do personagem em 1982. Mas, na época, o baixo orçamento – o monstro era um ator com roupa de borracha – deixou o filme com aparência trash.

A produção de Wan também não será a primeira série do personagem, que já teve uma atração com três temporadas no canal pago americano USA Network, entre 1990 e 1993.

Desta vez, haverá mais liberdade para a produção abraçar as tramas de terror e maior investimento da Warner. A confiança é tanta que a série foi aprovada sem encomenda de piloto, baseada apenas na apresentação e na reputação de Wan.

Criado pelos lendários artistas Len Wein (também pai de Wolverine) e Bernie Wrightson, o Monstro do Pântano apareceu pela primeira vez em 1971 numa história publicada numa antologia de terror da editora (a revista “House of Secrets”), mas mostrou potencial suficiente para ganhar sua própria revista e integrar o universo DC, contracenando com Batman e outros super-heróis.

Wrightson foi um dos maiores artistas de quadrinhos de terror dos Estados Unidos e suas páginas tinham uma qualidade gótica que diferenciava o personagem de similares – como o Homem-Coisa da Marvel. Mas também é grande a importância do escritor Alan Moore, criador de “Watchmen”, para o desenvolvimento de seus quadrinhos nos anos 1980. Foi na revista do Monstro que Moore introduziu John Constantine, por exemplo, além de impactar corações e mentes com cenas de sexo entre a criatura e sua namorada. Fez tanto sucesso que deu origem a uma subdivisão da DC, a Vertigo, voltada a quadrinhos para público adulto.



Na história original, o monstro era o Dr. Alec Holland, um cientista que trabalhava em segredo, nos pântanos da Louisiana, numa fórmula para reflorestar desertos. Mas um ataque de vilões que cobiçavam a invenção fez com que seu corpo fosse exposto aos elementos químicos e ao próprio pântano, durante um incêndio, transformando-o no Monstro do Pântano.

A série pretende mudar ligeiramente a trama, alterando o foco para a namorada do personagem nos quadrinhos. Originalmente, Abby Arcane era sobrinha do cientista louco/alquimista Anton Arcane, uma espécie de Dr. Moreau da DC, que criava monstros por meio de mágica e manipulação genética, e foi a primeira a demonstrar empatia pela criatura, após ser salva – junto do marido – repetidas vezes pelo Monstro.

Na premissa da série, ela vai surgir solteira e como uma pesquisadora do Centro de Controle de Doenças Contagiosas (CDC, na sigla em inglês), que retorna a sua casa de infância em Houma, Louisiana, para investigar um vírus mortal transmitido pelo pântano.

Ela desenvolve um vínculo com o cientista Alec Holland, apenas para tê-lo tragicamente tirado dela. Mas quando forças poderosas agem sobre Houma com a intenção de explorar as misteriosas propriedades do pântano para seus próprios propósitos, Abby descobrirá que o lugar guarda segredos místicos e que o potencial amor de sua vida pode não estar morto afinal.

A estreia de “Swamp Thing” (título original) está prevista para 2019.


Marcel Plasse é jornalista, participou da geração histórica da revista de música Bizz, editou as primeiras graphic novels lançadas no Brasil, criou a revista Set de cinema, foi crítico na Folha, Estadão e Valor Econômico, escreveu na Playboy, assinou colunas na Superinteressante e DVD News, produziu discos indies e é criador e editor do site Pipoca Moderna



Back to site top
Change privacy settings